segunda-feira, 19 de abril de 2010

RESPOSTA DO ARTIGO EM DEFESA DE MARIA

Estudos Bíblicos      Apologética       Catolicismo
Resposta para o artigo: EM DEFESA DE MARIA
Publicado em 6/24/2004
Este artigo é uma resposta ao artigo "Em defesa de Maria" publicado no site: www.recados.aarao.nom.br

Gostaria de deixar claro que minha intenção não é criar nenhuma turra com os católicos e também não estou aqui para condenar alguém e muito menos implicar com Maria. Antes quero dizer que também tenho admiração por ela, pois a vejo como uma serva muito submissa e obediente e que nos deixou um mandamento importantíssimo: A mãe de Jesus (Maria) disse aos que estavam servindo: "Façam o que ele (Jesus) mandar." (Jo 2:5)

Não quero que receba minha análise como uma afronta ou disputa, aliás irei me basear em uma Bíblia de Versão Católica para não haver contradições com suas colocações que creio ter usado uma Bíblia da mesma versão. Além disso, vejo a necessidade de usar alguns dicionários para uma melhor compreensão de ambas as partes.

Só para lembrar uma frase que você usou em um dos primeiros parágrafos: "E por amor a Jesus e a Maria Santíssima, eu lhe prometo responder a meu modo", eu porém, vejo a necessidade de responder ao modo da Bíblia e não usar argumentos de terceiros, haja vista que resolvi ler a Palavra do Senhor e procurar viver da forma que ela nos ensina. Não quero dizer com isso que sou o dono da verdade e muito menos que tenho alguma razão, pois a única coisa que tenho certeza, e sei que você também tem é que Jesus sempre terá razão dentro da Sua Palavra. Aliás vamos ver o que o apóstolo Pedro nos ensina: "É preciso obedecer antes a Deus do que aos homens." (At 5.29)


Para começar quero concordar plenamente contigo quando citou a seguinte frase: "Pois se Deus é um só, a religião verdadeira é também uma só. Não há, pois, possibilidade alguma de haverem formas diferentes de interpretar a verdade." Agora vamos ver o que a Palavra nos diz sobre religião.

"Religião pura e sem mancha diante de Deus, nosso Pai, é esta: socorrer os órfãos e as viúvas em aflição, e manter-se livre da corrupção do mundo." (Tg 1.27)

"...há um só Senhor, uma só fé, um só batismo." (Ef 4.5)

"A meta é que todos juntos nos encontremos unidos na mesma fé e no conhecimento do Filho de Deus, para chegarmos a ser o homem perfeito que, na maturidade do seu desenvolvimento, é a plenitude de Cristo." (Ef 4.13)

Você colocou uma coisa que é absolutamente verdade quando disse que a Igreja da irmã Cris saiu de várias outras igrejas formadas anteriormente, até mesmo da Igreja Católica, mas se formos levar em consideração o assunto de doutrinas diferentes, então teríamos que jogar nossa Bíblia fora e formar outra completamente diferente, pois há tantas interpretações distintas da Palavra do Senhor e que causa divisões em muitas igrejas, inclusive na Católica.

Não encontrei nenhuma base bíblica para afirmar que A Bíblia pertence a Igreja Católica e muito menos que Jesus Cristo foi quem fundou apenas ela. Aliás, também não acho que os livros que diferenciam uma bíblia da outra vai mudar o caráter de uma pessoa. Mas quanto aos livros da Bíblia nos tratamos em outra ocasião.

Vamos analisar com muita calma a passagem que você citou em sua resposta, ou seja: "Por isso eu lhe digo: você é Pedro, e sobre essa pedra construirei a minha Igreja, e o poder da morte nunca poderá vencê-la." Mt 16.18

Na suposição de que Cristo edificou Sua Igreja sobre Pedro temos que considerar o seguinte:

Nº 1 - (você é Pedro, e sobre essa pedra), ou seja, a letrinha e nos deixa claro que se trata de duas pessoas. Além disso, observe atentamente a frase o poder da morte nunca poderá vencê-la. A não ser que você me aponte que foi Pedro que ressuscitou ao terceiro dia!

Nº 2 - Se você ler o contexto: "Simão Pedro respondeu: "Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo." 17. Jesus disse: "Você é feliz, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que lhe revelou isso, mas o meu Pai que está no céu." (Mt 16.16-17). Mesmo que eu quisesse não há como negar que Pedro é Simão e que a pedra que Jesus disse no versículo 18 (sobre essa pedra) é Ele próprio.

Nº 3 - É só verificar quem foi que revelou para Pedro (não foi um ser humano que lhe revelou isso, mas o meu Pai que está no céu). Logicamente que Deus revelou Jesus para Pedro e não Pedro para Jesus.

Nº 4 - Você deve ter conhecimento que o Novo Testamento foi escrito em grego, e jamais algum autor empregou a palavra Pedro no sentido de pedra, além do mais nosso irmão era conhecido como Simão Pedro e não Simão Pedra!

Nº 5 - Considerando que Jesus falava o aramaico, Ele teria dito o seguinte: "Tu és KEPHAS e sobre esta KEPHAS edificarei minha igreja", então teríamos problemas em João 1.42 onde a primeira expressão KEPHAS significa Pedro e não pedra! Vamos conferir: "Então André apresentou Simão a Jesus. Jesus olhou bem para Simão e disse: Você é Simão, o filho de João." (Jo 1.42)

Nº 6 - Torna-se impossível considerar que Pedro foi o primeiro papa da Igreja, haja visto que a primeira igreja foi fundada por Jesus no início da era cristã, onde Pedro como apóstolo era judeu. Portanto lembre-se que o judaísmo crê apenas no Deus de Abraão e o Papa crê em vários outros "santos".

Nº 7 - Como eu não gosto de ter dúvidas e nem deixar meus amigos com dúvida, teremos que apontar mais uma vez para Bíblia, verificando se Pedro foi papa ou não!

Pedro era pobre - Então Pedro disse: "Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho eu lhe dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levante-se e comece a andar!" (At 3.6) O papa administra grandes fortunas e goza de mordomias.

Pedro era casado - "Jesus foi para a casa de Pedro, e viu a sogra de Pedro deitada, com febre." (Mt 8.14) O papa é celibatário, isto é, não se casa de jeito nenhum. (Também não sei qual o fundamento para isso!)

Pedro era humilde e não aceitava ninguém se prostrando aos seus pés - "Quando Pedro estava para entrar, Cornélio saiu-lhe ao encontro, caiu a seus pés e se ajoelhou diante dele." 26. Mas Pedro o levantou, dizendo: "Levante-se. Eu também sou apenas um homem." (At 10.25-26) Por onde o papa passa, pessoas se prostram aos seus pés.

Pedro aceitava repreensão e não se achava o dono da verdade - "Quando vi que eles não estavam agindo direito, conforme a verdade do Evangelho, eu disse a Pedro, na frente de todos: "Você é judeu, mas está vivendo como os pagãos e não como os judeus. Como pode, então, obrigar os pagãos a viverem como judeus?" (Gl 2.14) O papa se considera infalível em suas decisões.

Porém meu amado irmão, esses sãos os fatos que através da história nos provam exatamente o contrário entre Pedro e papa. Ficando claro que se Pedro foi o primeiro papa, era um papa muito diferente dos que o sucederam. Claro que não poderia deixar de dizer que é louvável o trabalho do papa em prol da paz e da valorização da família, porém, é abominável a posição que ocupa de manda-chuva da Igreja Católica.

Vou ter que continuar concordando com a Bíblia, pois se Cristo edificou sua Igreja sobre Pedro queremos colocar Pedro na cadeira de Cristo. Mas para não ficar só com meus argumentos vamos ver o que alguns irmãos disse na Bíblia: "Ninguém pode colocar um alicerce diferente daquele que já foi posto: Jesus Cristo." (I Co 3.11). E mais: "Em Cristo, toda construção se ergue, bem ajustada, para formar um templo santo no Senhor." (Ef 2.21) Não há possibilidade de colocar fundamento em cima de fundamento meu irmão!

Agora vamos ver o que o próprio Pedro nos diz: "Aproximem-se do Senhor, a pedra viva rejeitada pelos homens, mas escolhida e preciosa aos olhos de Deus. 5. Do mesmo modo, vocês também, como pedras vivas, vão entrando na construção do templo espiritual, e formando um sacerdócio santo, destinado a oferecer sacrifícios espirituais que Deus aceita por meio de Jesus Cristo. 6. De fato, nas Escrituras se lê: "Eis que ponho em Sião uma pedra angular, escolhida e preciosa. Quem nela acreditar não ficará confundido." 7. Isto é: para vocês que acreditam, ela será tesouro precioso; mas, para os que não acreditam, a pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se a pedra angular, 8. uma pedra de tropeço e uma rocha que faz cair. Eles tropeçam porque não acreditam na Palavra, pois foram para isso destinados." (I Pe 2.4-8)

Vejo que há equívoco em afirmarmos que Pedro é sucessor de Jesus. Porém podemos ficar tranqüilos quanto a pessoa que Cristo deixou para fazer este papel, ou seja, Ele próprio nos diz quem é: "Então, eu pedirei ao Pai, e ele dará a vocês outro Advogado, para que permaneça com vocês para sempre. 17. Ele é o Espírito da Verdade, que o mundo não pode acolher, porque não o vê, nem o conhece. Vocês o conhecem, porque ele mora com vocês, e estará com vocês." (Jo 14.16-17)

Realmente tenho que concordar com você quando disse assim: "Quero dizer, em síntese: Nossas religiões nada têm a ver uma com a outra." Mas quanto religião já dei minha palavra acima. Apenas uma coisa que achei estranho foi seu comentário dizendo o seguinte: "O seu Jesus é obrigatoriamente diferente do meu. A Maria que você xinga, não é a mesma Maria, que venero como Mãe, de um Filho único, e também Filho de Deus." Espero estarmos tendo um mesmo referencial para tratarmos esse assunto (a Bíblia Sagrada). Então não há possibilidade alguma de falarmos de pessoas diferentes. Vejo que vocês é que estão querendo mudar as pessoas das quais estamos tratando.

Houve uma afirmação sem procedência de sua parte quando disse o seguinte: "Este Filho de Deus foi o fundador de uma única Igreja, a Católica, porque é a UNICA Igreja realmente presente em toda a terra, em todos os países."

Deixa-me explicar porque não vejo procedência nesta informação: se fizermos uma estatística de quantas pessoas há na face da terra que nunca ouviram falar o Nome Jesus, tenho certeza que não ficaríamos tanto surpresos com o resultado, pois se sabe que o número é extremamente elevado. Assim, se a Igreja Católica está por toda terra, há de concordar comigo que existe falhas na evangelização. Não quero com isso livrar os evangélicos de também ter a obrigação de evangelizar, pois vamos conferir na Palavra o que Jesus disse para cada um de nós: "Vão pelo mundo inteiro e anunciem a Boa Notícia para toda a humanidade. 16. Quem acreditar e for batizado, será salvo. Quem não acreditar, será condenado." (Mc 16.15-16). Entretanto é necessário sempre lembrar que nenhum conhecimento acadêmico fala mais alto do que uma vida transformada. Que o caráter transpõe a habilidade. É preciso seguir Jesus.

Pode ter certeza que de forma alguma tenho a intenção de rebaixar Maria, aliás, devo reconhecer em partes o que vocês falam sobre ela. E também não tenho sombra de dúvidas que ela foi agraciada.

Uma coisa que não sei onde você se baseou para dizer foi essa colocação: "Eu costumo dizer que a escada para o Céu tem degraus de dois metros de altura, eis porque é tão difícil subir para lá. Mas Maria, nossa Mãe Celeste, está sempre nos aguardando em cada degrau, e com as mãos estendidas, forma um degrau intermediário, a exatos um metro de altura. Basta colocar-se nos braços de Maria, e ela nos levará ao degrau seguinte facilmente. No topo da escada está Jesus."

Vamos deixar nossos pensamentos e costumes de lado e nos basear somente naquilo que Jesus nos fala através da sua Palavra ( a Bíblia). Aliás, Ele tem argumentos sobre sua colocação. "Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu: o Filho do Homem." (Jo 3.13). Queira me desculpar, mas não há possibilidade alguma de Maria nos ajudar a subir degraus. Outro argumento é o seguinte: Jesus respondeu: "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim." (Jo 14.6). Então meu irmão! Se sua escada imaginária existisse, o Próprio Jesus nos ajudaria a subir por ela. E ainda tem mais um argumento: "O que vocês pedirem em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho." (Jo 14.13). Então, vejo da seguinte forma: se fosse para Maria nos ajudar, Jesus teria dito aos discípulos para pedir para Maria pedir para Ele, ou seja, o texto ficaria assim: "O que vocês pedirem para minha mãe pedir para mim, eu o farei, para que o Pai seja glorificado na minha mãe." (Que rolo não!!!???).

Percebi que num determinado momento de suas respostas, você se irritou com alguns evangélicos que usam palavras baixas quando se referem a Maria. Assim como você, eu também acho que os que pronunciam palavras desse tipo não têm nenhuma base bíblica para afirmar tais coisas e ficam querendo arrumar confusão com os nossos amados irmãos católicos. Mas uma coisa eu gostaria de esclarecer para você meu irmão!!!!

Não consegui encontrar na minha Bíblia um lugar em que alguém se dirigiu a Maria como santíssima.

A única forma de Maria ter sido gerada sem pecado seria mediante a intervenção direta do Espírito Santo no ventre de sua mãe, tal como aconteceu com Jesus. Com certeza essa exceção teria registro prioritário na Bíblia, ou você acha que não? Mas para não ficar só nas minhas palavras vamos para a Bíblia: "todos pecaram e estão privados da glória de Deus, 24. mas se tornam justos gratuitamente pela sua graça, mediante a libertação realizada por meio de Jesus Cristo." (Rm 3.23-24). Se tivesse alguma exceção, com certeza Paulo teria citado aqui.

Mais um pouquinho de Bíblia: "Assim como o pecado entrou no mundo através de um só homem e com o pecado veio a morte, assim também a morte atingiu todos os homens, porque todos pecaram." (Rm 5.12). Ora meu irmão! Não tem como uma semente gerar semente de outra espécie, e como somos da semente de Adão, todos nós herdamos maldição do pecado, nenhum de nós tem escapatória. A única coisa que a Bíblia nos garante é que apenas Jesus não herdou a maldição do pecado porque Ele foi gerado pelo Espírito Santo e não pecou de jeito nenhum. Vamos conferir?!: "Aquele que nada tinha a ver com o pecado, Deus o fez pecado por causa de nós, a fim de que por meio dele sejamos reabilitados por Deus." (II Co 5.21). E tem mais: "De fato, não temos um sumo sacerdote incapaz de se compadecer de nossas fraquezas, pois ele mesmo foi provado como nós, em todas as coisas, menos no pecado." (Hb 4.15)

A própria Maria reconheceu ser pecadora quando disse o seguinte: "Minha alma proclama a grandeza do Senhor, 47. meu espírito se alegra em Deus, meu salvador." (Lc 1.46-47). Não vejo a necessidade de uma pessoa sem mácula, sem mancha, sem pecado precisar de Salvador. Ela declarou que sua alma necessitava ser salva. Ela clamou pela graça salvadora de Deus. Além disso, Jesus Cristo nunca se dirigiu ao Pai declarando-se necessitado de salvação. Quando Maria fez esta oração, com convicção e plena segurança no que estava dizendo, ela igualou-se a todos os homens e mulheres, herdeiros da natureza pecaminosa do primeiro casal (Adão e Eva). E não poderia ser de outra forma. Não tenho dúvida que A Trindade é soberana, auto-suficiente, onipresente, onisciente, onipotente, imutável, eterna. Jesus deu a sua Igreja poder e autoridade para, em Seu nome, expulsar demônios e curar enfermos, e recomendação para pregar o Evangelho em todo o mundo, inclusive Maria teve esse poder, pois fez parte dessa Igreja. Não estou falando da Igreja Católica ou Evangélica. Estou falando de Igreja viva, atuante, visível. Jesus, O único que pagou preço de sangue, outorgou poderes a essa Igreja visível.

Se levarmos em consideração que para gerar um ser puro Maria teria que ser de igual modo pura, porque um ser impuro não poderia acolher um ser puro, teríamos de admitir que a mãe de Maria deveria ser, também, pura para carregar no seu ventre uma pessoa imaculada. A avó de Maria, por sua vez, teria que ser pura. E, nesse passo, chegaríamos ao primeiro casal Adão e Eva. Assim estaríamos dizendo que a Palavra de Deus é mentirosa, além de ter que arrancar a passagem da Bíblia que nos diz: "todos pecaram e estão privados da glória de Deus." (Rm 3.23).

Agora vamos falar um pouquinho sobre a virgindade de Maria. Sem sair fora da Bíblia ok!!!!

"Esse homem não é o filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria, e seus irmãos não são Tiago, José, Simão e Judas? 56. E suas irmãs, não moram conosco? Então, de onde vem tudo isso?" (Mt 13.55-56). Essa passagem nos mostra claramente que além de irmãos, Jesus ainda tinham no mínimo duas irmãs.

Agora vamos ver o que o próprio Jesus disse quando o povo se escandalizou por causa da sua sabedoria: "Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família." (Mt 13.57). Se Jesus não tivesse irmãos poderia ter dito apenas pátria e não pátria e família.

Vamos analisar esse texto: "A origem de Jesus, o Messias, foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19. José, seu marido, era justo. Não queria denunciar Maria, e pensava em deixá-la, sem ninguém saber. 20. Enquanto José pensava nisso, o Anjo do Senhor lhe apareceu em sonho, e disse: "José, filho de Davi, não tenha medo de receber Maria como esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo." (Mt 1.18-20). Fica claro que José não manteve relações íntimas com Maria nem antes e nem durante a gravidez, assim como você citou. Aliás, em cumprimento à profecia: "Pois saibam que Iahweh lhes dará um sinal: A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel." (Is 7.14). Veja o que o anjo do Senhor falou a José, em sonhos: "José, filho de Davi, não tenha medo de receber Maria como esposa." (Mt 1.20). Isto significa que José deveria continuar casado com Maria, apesar da gravidez inusitada, e que o seu projeto de vida a dois não deveria sofrer qualquer retrocesso e ainda que o casal não deveria partir para o desenlace.

Se a vontade de Deus fosse perpetuar a virgindade de Maria, a fala do anjo a José seria restritiva e mais objetiva.

Também não podemos deixar de observar que a expressão "esposa" nos indica que Maria foi esposa de José.

Vejamos outras passagens da Bíblia para fugir um pouco das minhas palavras.

"Alguém disse a Jesus: "Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo." (Mt 12.47)

"Ou não temos direito de levar conosco nas viagens uma mulher cristã, como fazem os outros apóstolos e os irmãos do Senhor, e Pedro?" (I Co 9.5)

"Depois disso, Jesus desceu para Cafarnaum com sua mãe, seus irmãos e seus discípulos. E aí ficaram apenas alguns dias." (Jo 2.12)

"Entretanto, não vi nenhum outro apóstolo, a não ser Tiago, o irmão do Senhor." (Gl 1.19)

Essas passagens revoga o argumento de que era costume naquela época o tratamento de "irmãos" para todos os parentes e discípulos, lembramos que nas passagens acima vê-se nítida diferença entre ser apóstolo/discípulo e ser irmão do Senhor.


Agora gostaria de analisar junto com você o fundamento bíblico que você citou em seu artigo: "Faltou vinho e a mãe de Jesus lhe disse: "Eles não têm mais vinho!" 4. Jesus respondeu: "Mulher, que existe entre nós? Minha hora ainda não chegou." 5. A mãe de Jesus disse aos que estavam servindo: "Façam o que ele mandar." (Jo 2.3-5). Esse texto é o mais fácil de se explicar, pois não vejo aí nenhum motivo para justificar que Maria é nossa intercessora. Se a declaração fosse de Jesus, ordenando que os serviçais teriam que obedecer em tudo à sua mãe, ainda poderíamos parar para meditar. Mas não foi assim. Maria, vendo que Jesus estava disposto a operar o milagre da transformação da água em vinho, recomendou aos empregados que seguissem à risca as instruções do Mestre. Só isso. Nada mais do que isso. Aliás, se admitida a hipótese de que Maria estava falando às gerações futuras, devemos nos lembrar o seguinte: "Jesus disse-lhe: "porque a Escritura diz: "Você adorará ao Senhor seu Deus e somente a ele servirá." (Mt 4.10). Logo, por este mandamento, Maria não está habilitada a qualquer espécie de adoração. Portanto, atendendo a Maria, façamos o que Jesus nos ordena: "Façam o que ele mandar." (Jo 2.5).

O que aconteceu nas bodas de Caná deve servir, também para a seguinte reflexão: a "Mãe de Deus" não teria poderes para transformar água em vinho? Naquela época ela ainda não era mãe de Deus? Só passou a sê-lo após sua morte? É evidente que Maria não operava milagres em vida, nem os opera depois de sua morte.

Achei muitíssimo interessante essa sua colocação: "Onde estavam estes covardes irmãos de Jesus, dos quais você fala, e que não estavam aos pés da Cruz com Ele. Que não o acompanharam na dor. Que não fizeram nada em defesa DELE. Que tipo de reles pregador era este seu "jesus", incapaz de converter seus próprios irmãos? Da mesma forma Maria. No seu conceito, ela foi capaz de educar seu Filho para o Calvário, mas foi incapaz de educar os outros filhos, para não serem covardes, pusilânimes, e fugirem. Quem sabe foram outros Caíns, ajudando a matar o irmão?". Se me permite irei responder esse pensamento basendo-me mais uma vez na Palavra. Aliás, já citei uma passagem acima que nos diz o seguinte: "Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família." (Mt 13.57). Isso foi o que o próprio Jesus disse (a não ser que você tenha alguma dúvida!!). Inclusive há um dito bastante popular que diz: "Nem Jesus agradou a todos, eu é que vou agradar!"

Outra coisa que também me impressionou foi sua explicação sobre a consideração de Nossa Senhora. Vamos lembrar o que você nos disse: "Ela tinha apenas uma irmã, vinte anos mais velha que ela, chamada Maria Helí. Esta tinha quatro filhos, portanto parentes (primos irmão) de Jesus, chamados: Tiago, Sadah e Eliachim! Também tinha uma filha chamada Maria Cleopfas! Esta, com o seu primeiro marido Alfeu teve três filhos: Judas Tadeu, Simão e Tiago Menor, e uma filha chamada Susana. Também Alfeu, que era viúvo, trouxe de seu primeiro casamento um filho, chamado Mateus. Do segundo matrimonio, com Sabás, Maria Cleophas teve um filho chamado José Barsabás. Este foi o mesmo que nas escrituras é citado junto com Matias, quando este foi escolhido para ocupar o lugar de Judas Iscariotes, o traidor.

E mais! Do terceiro casamento, com Jonas, Maria Cleophas teve um filho chamado Simeão, que depois da morte de Tiago Menor, seu irmão do primeiro casamento de sua mãe, sucedeu a este como segundo bispo de Jerusalém. Ou seja, todos estes, filhos de Maria Helí (irmã de Nossa Senhora) e sua filha Maria Cléophas (sobrinha de Maria), a saber, Judas Tadeu, Simão, Tiago Menor e Mateus, tornaram-se apóstolos de Jesus, e somente estes é que são chamados de irmãos Dele, conforme consta na passagem do Evangelho que cito abaixo. Onde está a dúvida?"

Como você perguntou no final da explicação, vou responder com outra pergunta, ou seja, a minha dúvida é saber onde você se baseou para chegar a esta conclusão? Quer dizer, gostaria que me mostrasse as passagens que confirmam essa sua genealogia.

Até que vejo esta explicação conveniente, mas felizmente é contrária à evidência. A palavra "irmão" é usada 346 vezes no Novo Testamento e nunca significa "primo". Mas para não achar que estou inventando coisas, verifique comigo esta passagem: "Aristarco, meu companheiro de prisão, e Marcos, primo de Barnabé, mandam saudações. Sobre Marcos já mandei recomendações; se ele for visitá-los, o acolham bem." (Cl 4.10). Observamos que havia uma palavra específica para primo. Além do mais, é verdade que a palavra "irmão" é usada para a irmandade espiritual, mas todas as vezes que "irmão" é usada no Novo Testamento para uma relação de família física, ela simplesmente significa irmão. Se irmão significasse primo, teríamos que mudar essa passagem que nos diz assim: "Jesus respondeu: "Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus, e a põem em prática." (Lc 8.21). Isso quer dizer que se irmão significasse primo, Jesus estaria dizendo que sua mãe e seus "primos" eram aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática.

Ah! Outra coisa que gostaria que me apontasse na Bíblia é o voto perpétuo de castidade que José fez aos doze anos de idade assim como você citou em sua resposta. Eu pelo menos não encontrei nada à respeito na Bíblia até então!

A única coisa que vejo um pouco complicada para lhe responder é que não estamos nos falando a altura, ou seja, você coloca algo e não mostra evidências dentro da Palavra.



Infelizmente vou ter que lhe perguntar mais uma vez onde está citado na Bíblia este parágrafo que citou na sua resposta: "Por último, Maria morreu com 70 anos, menos 26 dias. Ou seja, ela viveu, depois da morte de seu único Filho, Jesus, 21 anos, 4 meses e 19 dias. Durante estes 21 anos e pouco, ela rezou dia e noite, quase sem parar, intercedendo junto a Seu filho, para que a Igreja Católica florescesse, eis que, se a nossa Igreja foi fundada sob Pedro, ela cresceu sob os joelhos de Maria. Durante os tempos em que ficou em Jerusalém, ela rezava a Via Sacra e subia o Calvário três vezes ao dia, misticamente sofrendo as mesmas dores de seu Filho. Ela chegou a ficar até 72 horas seguidas de joelhos, sem se levantar, nos momentos mais difíceis do início da Igreja."

Uma coisa que percebi no texto acima é que você tem convicção que Maria morreu, certo!!??

Então meu irmão, vejo que está praticando espiritismo. Assim sendo vamos ver algumas coisinhas que a Bíblia nos fala à respeito: "Não se dirijam aos necromantes, nem consultem adivinhos, porque eles tornariam vocês impuros. Eu sou Iahweh, o Deus de vocês." (Lv 19.31) Pode ser que você não sabe o que é necromante, então vou lhe dizer: pessoa que invoca o espírito dos mortos (confira num dicionário se surgir alguma dúvida).

Mas não pára por aí não, vamos para a Bíblia: "Quem recorrer aos necromantes e adivinhos, para se prostituir com eles, eu me voltarei contra esse homem e o eliminarei do seu povo." (Lv 20.6) Claro que aqui você deve considerar um dos vários significados da palavra prostituir, pois esta palavra não trata apenas de relações sexuais ilícitas. Vamos voltar para a Palavra: "O homem ou mulher que pratica a necromancia ou adivinhação, é réu de morte. Será apedrejado, e o seu sangue cairá sobre ele". (Lv 20:27)

Você se lembra dessa passagem!? "Saul morreu por ter sido infiel a Iahweh: não seguiu a ordem de Iahweh e foi consultar uma mulher que invocava os mortos, 14. em vez de consultar a Iahweh. Então Iahweh o entregou à morte e passou o reinado para Davi, filho de Jessé." (I Cr 10.13-14)

O profeta Isaías também deu seu comentário sobre este assunto: "por acaso, um povo não deve consultar seus deuses e consultar os mortos em favor dos vivos?" (Is 8.19) Tem mais um comentário de Isaías: "Eles irão consultar os ídolos, pedir conselho aos magos, aos que invocam os mortos e adivinhos." (Is 19.3) Uma coisa que gostaria de avisar é que talvez você tenha que ler o contexto para entender melhor essas passagens.

Se possível dê uma analisada no que diz sua Bíblia sobre esta passagem: "O meu povo consulta um pedaço de madeira, e seu bastão lhe dá uma resposta, porque um espírito de prostituição os extravia e eles se prostituem, afastando-se do seu Deus." (Os 4.12) Vale lembrar que Oséias estava tratando com um povo que conhecia a Palavra de Deus independente de serem católicos ou evangélicos. Ou será que já havia divisões de religião naquele tempo?

Não me leve a mal não meu irmão! Mas como lhe disse acima, só fiz esse comentário porque percebi que você tem certeza que Maria morreu. Por favor, não vai achar que estou usando de ironia para com sua pessoa!

Outra coisa que muito me admirou foi quando você colocou o seguinte: "ser poderosa e rainha em meio aos homens - se fosse da vontade dela - e mesmo assim, ainda ser rainha no Céu. Mas se ela tivesse escolhido isso, certamente no céu estaria apenas um pouco acima dos anjos comuns." Dando ênfase para as palavrinhas certamente e estaria, deu-me a entender que você também sabe que Maria não está no céu (ainda que se contradiz com essa colocação nas linhas abaixo). Mas mesmo que me afirmasse o contrário gostaria que fôssemos mais uma vez para a Bíblia e desse uma analisada comigo sobre Rainha do céu, já que em minhas buscas encontrei algo parecido em alguns trechos de Jeremias, inclusive faço questão que verifique com bastante atenção os textos e contextos:

"Você não está vendo o que eles fazem nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém? 18. Os filhos recolhem lenha, os pais acendem o fogo e as mulheres preparam a massa para fazer broas em honra da rainha do céu; depois derramam vinho em homenagem aos deuses estrangeiros, só para me insultar. 19. Mas será a mim que eles ofendem? - oráculo de Iahweh. Não será a eles mesmos, para sua própria vergonha?" (Jr 7.17-19)

Agora mais um texto: "Escutem, prestem atenção! Não sejam orgulhosos, pois é Iahweh quem fala. 16. Dêem glória a Iahweh, o Deus de vocês, antes que escureça, antes que os pés de vocês tropecem pelos montes, quando cair a noite. Vocês esperam a luz, mas ele a transformará em trevas e a mudará numa densa escuridão. 17. Se vocês não ouvirem, eu chorarei em segredo diante da soberba de vocês. Meus olhos se derreterão em lágrimas, porque o rebanho de Iahweh será exilado. 18. Diga ao rei e à rainha mãe: "Sentem-se no chão, pois a coroa real caiu de suas cabeças." (Jr 13.15-18)

Para finalizar: "Nenhum de nós vai obedecer a isso que você acabou de nos falar em nome de Iahweh. 17. Nós faremos aquilo que prometemos: queimaremos incenso para a rainha do céu e derramaremos vinho em honra dela. Faremos da mesma forma como fizemos, assim como nossos antepassados, nossos reis e nossos chefes fizeram nas cidades de Judá ou nas ruas de Jerusalém, quando nos fartávamos de pão, éramos felizes e não conhecíamos a desgraça. 18. Pois quando paramos de queimar incenso para a rainha do céu e de derramar vinho em sua honra, começou a faltar tudo, e nós morremos pela espada e pela fome". 19. As mulheres disseram: "Quando nós estamos queimando incenso à rainha do céu e derramando vinho em sua honra, é por acaso sem o consentimento de nossos maridos que nós fazemos bolos com a figura dela e derramamos vinho em sua honra?" 20. A todo o povo que lhe tinha respondido dessa forma, homens ou mulheres, assim disse Jeremias: 21. "Será que Iahweh não se lembra e não tem mais em mente todo o incenso que vocês queimavam nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém, exatamente como faziam seus antepassados, reis, chefes e proprietários de terra?

22. Iahweh não foi capaz de agüentar mais a maldade que vocês faziam, as abominações que vocês praticavam. Por isso, o país se converteu em ruína, espanto e maldição, sem nenhum habitante, até o dia de hoje. 23. Vocês queimaram incenso e pecaram contra Iahweh, desobedecendo a Iahweh, não procedendo conforme sua lei, seus estatutos e ordens; por isso aconteceu a vocês essa desgraça, que dura até o dia de hoje". 24. Jeremias falou também a todo o pessoal, especialmente às mulheres: "Ouça a palavra de Iahweh, Judá inteiro que está no Egito: 25. Assim diz Iahweh dos exércitos, o Deus de Israel: Vocês e suas mulheres não só falaram, mas também cumpriram com suas próprias mãos o que disseram: 'Nós cumpriremos os votos que fizemos de queimar incenso à rainha do céu e de derramar vinho em sua honra'. Mantenham, pois, a promessa e cumpram o voto." (Jr 44.16-25) (se prestar bem atenção aqui, verás que faziam essas devido a tradição).

Gostei da citação bíblica que apontou, isto é: "Quem é essa que desponta como aurora, bela como a lua, fulgurante como o sol, terrível como esquadrão com bandeiras desfraldadas?" (Cânticos 6.10) Mas antes de dar o meu comentário sobre esta passagem preciso saber o seguinte. De quais pessoas você acha que estava tratando o escritor desse livro? Depois a gente volta a conversar ok!!!

Abismado mesmo eu fiquei com esta tua interpretação: "E saberá então, que foi a ela, que a vontade superior da Trindade Santíssima, deu o poder de derrotar o inferno. Será ela, quem esmagará a cabeça de satanás. Não pelo poder dela, mas sim pelo poder de Deus, e por intermédio dela."

Meu irmão do céu! Essa passagem que aliás, você também não citou onde está escrito, então eu vou citar ("Eu porei inimizade entre você e a mulher, entre a descendência de você e os descendentes dela. Estes vão lhe esmagar a cabeça, e você ferirá o calcanhar deles" - Gn 3.15) é tão fácil de entender que não precisa nem de faculdade. Mas vamos analisar com muito carinho esse texto.

Você sabe muito bem que quem estava falando aqui era Deus, ok!? O primeiro você que o texto indica não era ninguém mais que satanás, certo!? A mulher creio que você não tem dúvida que era Eva, beleza!? A primeira palavra descendência indicada pelo texto eram os demônios. Ou será que estou errado!? A frase descendentes dela não tem como negar que é o Senhor Jesus e também cada um de nós. Porventura, Jesus não nasceu de uma mulher? Assim como todos nós nascemos, inclusive Maria. Mas se quiser conferir é só irmos para a Bíblia: "Quando, porém, chegou a plenitude do tempo, Deus enviou o seu Filho. Ele nasceu de uma mulher, submetido à Lei." (Gl 4.4) Agora vamos confirmar se nós também somos filhos ou não: "Portanto, você já não é escravo, mas filho; e se é filho, é também herdeiro por vontade de Deus." (Gl 4.7)

Mas para que não fique nenhuma dúvida, vamos ver quem realmente esmagará a satanás. É isso mesmo! Verifique o que diz aí na sua Bíblia! "O Deus da paz não tardará em esmagar Satanás debaixo dos pés de vocês." (Gl 19.20) O que você entende quando a Bíblia nos fala a palavra vocês? Trata-se de uma ou mais pessoa? Então meu amado irmão, concordando ou não, a Palavra de Deus não nos deixa sombra de dúvida, pois quem esmagará a satanás será o próprio Deus. E tem mais! Embaixo dos nossos pés héin!

Também tenho um texto sobre o que você disse: "o demônio despreza todas as mulheres por achá-las inferiores" De maneira nenhuma o demônio vê as mulheres por este ângulo, pois se nós lermos a seguinte passagem

("Os sinais que acompanharão aqueles que acreditarem são estes: expulsarão demônios em meu nome, falarão novas línguas; 18. se pegarem cobras ou beberem algum veneno, não sofrerão nenhum mal; quando colocarem as mãos sobre os doentes, estes ficarão curados." - Mc 16.17-18) veremos que Jesus não especificou apenas homens mas generalizou, incluindo também as mulheres (que acreditarem, é claro). Antes porém, é valido lembrar que devemos ver as mulheres como nosso amado irmão Pedro via: "...mostrando consideração para com as esposas, por serem de constituição mais delicada e também por serem herdeiras como vocês do dom da vida. Assim, a oração de vocês não ficará sem resposta." (I Pd 3.7) Ou Maria também não era uma esposa!? (...José, seu marido, era justo. - Mt 1.19), (...não tenha medo de receber Maria como esposa - Mt 1.20)

Para finalizar gostaria de parabenizá-lo pelas palavras que citou: "Bem, escrevi muito e não sei se adiantará. Mas fiz a minha parte, e perdão se lhe ofendi. Mas o sentido meu não foi este, apenas defender com ênfase a verdade, como sempre faço. Não posso fugir disso!" e dizer-te que faço dessas suas palavras as minhas.

Como não poderia deixar passar gostaria que me apontasse todos estes dons que nossa irmã Maria possuía, pelo que procurei pela Bíblia inteira e ainda não os encontrei. Mas por gentileza, só dentro da Bíblia tá! Fora da Bíblia não tem como nós conversamos meu amado!

Ah! Deixa eu lembrar os dons que você colocou né! "Entre outros ela tinha o dom:

- da sabedoria = Que é saber tudo o que é possível, como dom do Espírito Santo.

- da compreensão = Que é conseguir um fim, e possui-lo!

- da fruição = Que é a ter um dom em vida, e perpetua-lo em crescimento na eternidade.

- da claridade = Que é a participação na claridade de Deus, como um cristal puríssimo.

- da impassibilidade = Que é a impossibilidade de sentir dor ou ficar doente.

- da subtilidade = Que é penetrar no corpo de outra pessoa, e tomar seus movimentos.

- da agilidade = Que é mover-se de um lugar para outro, em tempo real."


Que Deus possa continuar abençoando você grandemente. Vejo que você é uma pessoa muito inteligente e o Senhor Jesus tem um plano bem maior para sua vida, muito além do que você imagina.


Sobre o Autor:
Sou o Anderson, meu e-mail, cadastro.tiradentes@grupometronorte.com.br, ou então, andersondetroit@ibest.com.br e estou no aguardo de uma resposta sua sobre o assunto que tratei acima. De maneira nenhuma quero criar atrito com você e muito menos disputar sobre conhecimentos. Estou disposto a aprender algo com você e espero que também esteja disposto a trocar conhecimentos comigo. A única coisa que vale lembrar sempre, é que tem de ser apenas dentro da Palavra de Deus (A Bíblia Sagrada). Fora da Bíblia, o papel aceita tudo, assim como nossos pensamentos e argumentos também.Fonte:www.jesussite.com

Nenhum comentário:

 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti