sábado, 3 de julho de 2010

PARABOLA DAS DEZ VIRGENS

  Por Pr Ageo Silva

Ref.: Mateus 25:1 a 13

“E saindo elas para comprar o óleo, chegou o noivo”. As virgens que estavam preparadas entraram com ele para o banquete nupcial. E a porta foi fechada. “Mais tarde vieram também as outras e disseram: ‘Senhor”! Senhor! Abra a porta para nós! ’ “Mas ele respondeu: ‘A verdade é que não as conheço”! ’ (Mt 25:10 a 12)

O propósito desta Pastoral é reafirmar a necessidade que temos que estar atentos e vigilantes quanto ao tempo do agir de Deus, e também do agir astuto do inimigo em nossa vida.
A parábola das Dez Virgens contada por Jesus mostra a diferença entre os verdadeiros crentes e os cristãos nominais, enfatizando a chamada à vigilância para a iminente vinda do Senhor Jesus para arrebatar sua Igreja fiel na terra. Parábola é a narração de uma estória com o fim de ensinar ou ilustrar verdades morais e espirituais.
Vamos examiná-la.

1-) V.1 "O reino dos céus será semelhante a dez virgens". O salvo é participante do reino dos céus e o será do reino de Deus na terra. Em 2 Tm. 2:10 a 12, temos que a Igreja vai reinar com Cristo: "Esta palavra é digna de confiança:... se perseveramos, com ele também reinaremos...". Em Ap. 5:10, fala que no reino Cristo seremos reis e sacerdotes: "... e para o nosso Deus os constituiu reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra". Em Ap.20:4 e 6, lemos que a Igreja triunfante reinará com Cristo no Milênio: "... Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus,... e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos... Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição;... serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com Ele os mil anos". Após o Juízo Final, nosso reinado com Cristo será eterno: "Então, já não haverá noite, nem precisam eles de luz de candeia, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus brilhará sobre eles, e reinarão pelos séculos dos séculos." (Ap. 22:5).

2-) V.1-b: "... a Dez virgens que pegaram suas candeias e saíram para encontrar-se com o noivo." Naquele tempo e cultura, era costume a noiva no dia do seu casamento, ao sair para encontrar-se com o noivo, se fazer acompanhar de dez damas virgens, com suas lâmpadas acesas. Aliás, o culto na sinagoga não se realizava se não houvesse pelo menos dez pessoas, assim como outros atos. Estas Virgens deviam ser moças irrepreensíveis. Eram a figura do crente cuja vida exterior estava sem mancha nenhuma. O apóstolo Paulo retrata este tipo de amor aos crentes de Corinto em sua 2ª. carta (2 Co. 11:2): "O zelo que tenho por vocês é um zelo que vem de Deus. Eu os prometi a um único marido, Cristo, querendo apresentá-los a ele como uma virgem pura."

3-) V. 2: "Cinco delas eram insensatas...". Insensatas quer dizer ignorantes, desmazeladas, loucas, irresponsáveis. Isto nos leva a pensar que devemos ter nossas próprias experiências com Deus e buscarmos nEle o suprimento que precisamos para não andar com muletas alheias! Não é suficiente apenas estar junto a Cristo, mas sim com e em Cristo.

4-) V.2-b: "...cinco eram prudentes." A prudência é sinal de sabedoria! Em Pv.9:9 e 10 lemos: "Instrua o homem sábio, e ele será ainda mais sábio;...O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é entendimento."

5-) V. 3: "As insensatas pegaram suas candeias, mas não levaram óleo". Azeite na bíblia é símbolo do Espírito Santo que sustenta a chama da fé, a luz do amor, o conhecimento da Palavra de Deus, a esperança, o amor, o zelo, a paciência, a firmeza em nossa vida. Jesus foi ungido por Deus: "Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e poder, e como ele andou por toda parte fazendo o bem e curando todos os oprimidos pelo Diabo, porque Deus estava com ele." (At. 10:38). Jeú é ungido rei de Israel: "... o profeta Eliseu chamou um dos discípulos dos profetas e lhe disse: "... procure Jeú, filho de Josafá e neto de Ninsi. Dirija-se a ele e leve-o para uma sala, longe dos seus companheiros. Depois pegue o frasco, derrame o óleo sobre a cabeça dele e declare: 'Assim diz o SENHOR: Eu o estou ungindo rei sobre Israel..."

6-) Vs.3 e 4: "Candeias ou Lâmpadas". Os discípulos são chamados de 'luz do mundo' e nós também o somos. São palavras de Jesus: "Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus." (Mt. 5:14 a 16). Paulo disse aos filipenses: "Façam tudo sem queixas nem discussões, para que venham a tornar-se puros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês brilham como estrelas no universo, retendo firmemente a palavra da vida." (Fp. 2:14 e 15). A Igreja é o candeeiro do Senhor: "Este é o mistério das sete estrelas que você viu em minha mão direita e dos sete candelabros: as sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candelabros são as sete igrejas." (Ap. 1:20)

7-) V. 4: "As prudentes, porém, levaram óleo em vasilhas, junto com suas candeias." As dez lâmpadas estavam acesas e assim continuaram. As prudentes representam os crentes que têm azeite de 'reserva', que buscam experiências novas e mais profundas com Deus para a hora de provação. Devemos buscar o enchimento com o Espírito Santo: "Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito, falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor" (Ef. 5:18 e 19). No dia do Pentecoste, todos os que buscavam a Deus foram cheios do Espírito Santo:"Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas , conforme o Espírito os capacitava." (At. 2:4). Pedro, cheio do Espírito Santo, deu seu testemunho diante do Sinédrio: "I" (At. 4:8). A Igreja reunida em oração foi cheia do Espírito Santo quando intercedia pelos irmãos perseguidos e presos: "Depois de orarem, tremeu o lugar em que estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e anunciavam corajosamente a palavra de Deus." (At. 4:31). Estevão foi levado a julgamento diante do Sinédrio porque estava pregando o Evangelho e Deus fazia maravilhas por intermédio dele: "Mas Estevão, cheio do Espírito Santo, levantou os olhos para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus em pé, à direita de Deus" (At. 7:55)

8-) V.5: " O noivo demorou a chegar". Provamos nossa fidelidade com nossa perseverança e fé. Sua vinda não era para ser imediata, mas de repente. O dia da vinda do Noivo, Jesus, não nos é revelado para que cada dia seja para nós da maior importância. Na parábola dos talentos, Jesus falou a respeito de demora: "Depois de muito tempo o senhor daqueles servos voltou e acertou contas com eles." (Mt. 25:19)

9-) V.5-b: "e todas (as virgens) ficaram com sono e adormeceram". As damas de companhia da noiva adormeceram, talvez pelo cansaço de esperar a vinda do noivo. Este "adormecer" para nós significa os demais afazeres do cotidiano que nos envolvem; mas devemos estar preparados e atentos.

10-) V.6: "À meia-noite, ouviu-se um grito: 'O noivo se aproxima! Saiam para encontrá-lo!' Apesar de Cristo parecer estar tardando, Ele virá buscar a Igreja,a Noiva, no tempo do Pai!

11-) V.8: "As (virgens) insensatas disseram às prudentes: 'Dêem-nos um pouco do seu óleo, pois as nossas candeias estão se apagando". É a atitude dos que desprezam a vida piedosa, humilde, contrita e cheia do Espírito Santo. Todas eram virgens, damas de honra da noiva, iam para o mesmo lugar, esperavam o noivo, levavam lâmpadas acesas, mas, à meia-noite, descobriu-se a grande diferença: faltava o azeite nas vasilhas. Vida de superficialidade!

12-) V.9: "Elas responderam: 'Não, pois pode ser que não haja o suficiente para nós e para vocês. Vão comprar óleo para vocês'". Não podemos tomar emprestado a bênção ou a abundante graça de um irmão, nem dar vida espiritual ao próximo: É só Jesus, pelo Seu Espírito!

13-) V.10: "Vão comprar óleo para vocês'. E saindo elas para comprar o óleo, chegou o noivo." Deus convida a buscar nEle o suprimento que precisamos. Venham, todos vocês que estão com sede, venham às águas; e vocês que não possuem dinheiro algum, venham, comprem e comam! Venham, comprem vinho e leite sem dinheiro e sem custo." (Is.55:1).

14-) V.10-b: "...As virgens que estavam preparadas entraram com ele para o banquete nupcial...". Faz-nos pensar sobre a entrada do povo de Deus alegre e feliz, vigilante e atento, perseverante e constante para a glória e gozo do Senhor. Em Ap. 19:9 encontramos: "E o anjo me disse: "Escreva: Felizes os convidados para o banquete do casamento do Cordeiro!" E acrescentou: "Estas são as palavras verdadeiras de Deus".

15-) V.10-c: "...E a porta foi fechada." A hora da oportunidade é hoje e agora! "Amanhã pode ser muito tarde; hoje Cristo o quer libertar!", diz o poeta sacro. Adão e Eva foram expulsos do Jardim do Édem depois de sua queda no pecado da desobediência: "Por isso o SENHOR Deus os mandou embora do jardim do Éden para cultivar o solo do qual fora tirado. Depois de expulsar o homem, colocou a leste do jardim do Éden querubins e uma espada flamejante que se movia, guardando o caminho para a árvore da vida." (Gn.3:23 e 24). Noé e sua família entraram na Arca, símbolo da salvação e o Senhor fechou a porta por fora: "Então o SENHOR disse a Noé: "Entre na arca, você e toda a sua família... Então o SENHOR fechou a porta."

16-) V.11: "Mais tarde vieram também as outras (insensatas) e disseram: 'Senhor! Senhor! Abra a porta para nós!". Fechada a porta da oportunidade, não existe o jeitinho brasileiro de quebrar o galho, nem estágio intermediário, e nem reencarnação. É a figura dos crentes relaxados que não dão o devido valor à comunhão com Deus na leitura da Palavra, na oração e no testemunho de Jesus. Acham que, no último momento, vão ler a bíblia e orar para conseguir o azeite. A teologia de Paulo é clara e definida: "...E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo." (Rm. 8:9)
Amados, o momento de nosso encontro com Jesus está muito próximo; mais do que pensamos - seja pela nossa morte ou pelo arrebatamento da Igreja. Como está a "reserva" do azeite (Espírito Santo) em sua vida? Você está preparado para o encontro com Jesus, o Noivo? A oportunidade de nos prepararmos é hoje e agora!

Não deixe para amanhã!

Que Deus abençoe sua vida ricamente.

UM PAI QUE NÃO ABANDONA SEUS FILHOS

Mensagens para Orkut
Mensagens Evangélicas

sexta-feira, 2 de julho de 2010

O AMOR AO PRÓXIMO E A COMUNHÃO FAZEM A DIFERENÇA

COMENTÁRIO

Genilda Silva
 
deixou um novo comentário sobre a sua postagem "COMENTÁRIO
 
":

Vamos fazer a diferença, somos de Deus e em nome de Jesus tudo o que está se passando hoje em dia no Corpo de Cristo não nos fará perder o alvo, nem a salvação que o Senhor tem nos assegurado.
Deus a abençoe e a toda sua família!


Postado por Genilda Silva no blog BLOG DA LERY
 
em 1 de julho de 2010 23:56Vamos sim amiga, fazer a diferença, usando a verdade como cinturão, vestindo-se com a couraça da justiça, e principalmente calçando os sapatos e o entusiasmo para anunciar as Boas Novas, ou seja o Evangelho da Paz, levando a fé como escudo, para poder se proteger de todas as flechas incendiadas do diabo, recebam a salvação como capacete e a palavra de Deus como espada que o Espirito Santo dá a todos, façam isto com o coração pedindo a ajuda de Deus. Efésios 6 vers- 14,15,16. O amor de Cristo faz toda a difernça, chega de guerra! Jesus ja pagou o preço na cruz e ressucitou para nos dá esta paz. Aleluia!

NASCER DE NOVO

É Preciso "Nascer de Novo"

A Bíblia é bem clara sobre a necessidade de uma pessoa nascer de novo para receber a vida eterna. Jesus cunhou esse termo em João 3.3-7, quando disse ao líder religioso Nicodemos: "Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus". Como essa necessidade é tão importante, Satanás a tem atacado com todo o seu poder nos últimos dois mil anos, fazendo a maioria das Igrejas cristãs deixar de ensinar essa doutrina, apesar de que ninguém pode ser salvo sem passar por essa maravilhosa conversão espiritual. No entanto, a arma mais eficiente de Satanás contra a doutrina do Novo Nascimento sempre foi a confusão.
Felizmente, Jesus tornou esse processo de transformação bem simples, tão simples que todas as pessoas, independente de seu grau de instrução ou de inteligência, podem compreender. Existem vários passos para nascer de novo e eles estão relacionados a seguir:
1. Compreenda que TODOS os homens nascem pecadores. Romanos 3.23, diz "Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus". Essa mensagem que todos os homens são pecadores é amplamente repetida nas Escrituras, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. Isso significa que você é um pecador diante dos olhos de um Deus que é Santo e que precisa punir todo o pecado. Você reconhece que é um pecador?
2. Como todo homem é um pecador imperfeito, e Deus é um Deus perfeito, nenhum homem pode salvar a si mesmo. Jesus deixou esse fato bem claro em Mateus 5.48, quando disse, "Portanto, sede vós perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celeste". Se todos precisamos ser perfeitos aos olhos de Deus, como alguém poderá ir ao céu, especialmente se a Bíblia declara diversas vezes que TODOS são pecadores? Obviamente, ninguém irá ao céu assim, tentando ser bom para merecê-lo. Como a Bíblia diz que milhões de pessoas estarão no céu, deve haver um outro modo de chegar lá, além de tentar ser bom o suficiente.
Você precisa estar arrependido dos seus pecados e querer obter o perdão. Isso se chama ARREPENDIMENTO. A palavra arrependimento significa que você se arrepende dos pecados passados e que não quer pecar mais. Arrependimento significa o desejo de dar uma volta de 180 graus em sua vida. Não significa que você nunca mais pecará, mas significa que o pecado será uma exceção na sua vida, não a regra. Não se preocupe - o Espírito Santo de Deus lhe dará o poder espiritual para se transformar nesse tipo de pessoa.
3. Jesus Cristo, oferecendo seu sangue derramado no Calvário, morreu como um sacrifício substituto pelos seus pecados, e agora está oferecendo vida eterna no céu para você como um Dom Gratuito!! Parece bom demais para ser verdade? Em Romanos 6.23, temos: "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor". A vida eterna é um dom, um dom gratuito, de Deus por meio do sacrifício de Jesus na cruz. Você não pode comprar a vida eterna, e com certeza não a merece, mas ela é oferecida como um DOM GRATUITO.
4. Em Efésios 2.8-9, o Apóstolo Paulo reitera esse ensino que a vida eterna com Deus é um dom gratuito. "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie". Nenhum homem poderá estar diante de Deus na eternidade, e se gloriar que "comprou" sua entrada no céu. Ao contrário, todas as pessoas no céu estarão ali somente por causa do DOM GRATUITO de Deus, que Jesus obteve com sua morte em nosso lugar na cruz. Em vez de punir os pecados individuais de cada pessoa, Deus acumulou esses pecados sobre Jesus quando Ele estava na cruz (Isaías 53.2-12).
Agora, você provavelmente está pensando, 'Como posso receber esse dom gratuito da vida eterna?' Em Atos 16.25-33, o carcereiro perguntou a Paulo, "O que devo fazer para que seja salvo?" Paulo respondeu: "Crê no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo, tu e tua casa". Você precisa CRER em Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador pessoal. Para crer realmente, você precisa colocar toda sua fé e confiança em Cristo e depender somente Dele como sua única esperança de salvação e de vida eterna. Essa é uma questão de crer no coração e você não pode fingir e enganar a Deus, pois Ele sabe tudo a seu respeito. Muitas pessoas erroneamente pensam que aceitando os fatos acerca da morte, sepultamento e ressurreição de Jesus Cristo, automaticamente receberão o dom da vida eterna. No entanto, esse não é o caso. Normalmente, os pregadores chamam isso de "conhecimento mental, mas sem aceitação no coração". A salvação é dada gratuitamente, mas somente para aqueles que creram genuinamente.
5. Em João 1.1,14, vemos que Jesus Cristo é Deus, igual com Deus, presente com Deus antes do início dos tempos, e o verdadeiro Criador do Universo e de tudo o que nele há. Jesus fez repetidamente essa afirmação durante seu ministério. Ele é 100% Deus e 100% humano ao mesmo tempo, e é essa a razão pela qual Ele usou ambos os títulos durante seu ministério, Filho de Deus e Filho do homem. Para nascer de novo, você precisa crer nessa doutrina acerca de Jesus Cristo.
O verso 14 é o mais importante, o ensino que o Filho de Deus, Jesus Cristo, tornou-se homem. Esse ensino torna-se um ponto de separação entre os seguidores de Cristo e do Anticristo. Em 1ª João 4.1-3, vemos que se alguém nega que Jesus veio em carne tem o espírito do Anticristo. Logicamente, isso era exatamente o que os gnósticos daquele tempo estavam dizendo, isto é, que o Jesus humano não era o Deus Messias vindo em carne; em vez disso, a 'Consciência do Cristo' a Consciência do Messias veio sobre Jesus por ocasião do seu batismo e o deixou quando Ele estava na cruz. Eles não criam que Jesus fosse Deus e homem. O Movimento da Nova Era e a Maçonaria ressuscitaram essa blasfêmia.
6. Isaías 53.6 prediz exatamente o que Jesus Cristo fez por nós na cruz; "O SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos". Glória a Deus!! Somente a sabedoria, a graça e o poder do Deus Todo Poderoso poderia conceber um Plano de Salvação tão gracioso!! A natureza de Deus exige a punição de todo pecado. Ponto final! No entanto, Deus teve um plano por meio do qual um substituto inocente seria punido no lugar do pecador. No Antigo Testamento, Deus permitia que um cordeiro fosse o sacrifício substituto para o pecado; Jesus então tornou-se o sacrifício perfeito, para todos os pecados do mundo. Seu sacrifício foi perfeito, nunca precisará ser repetido e salva todas as pessoas em todas as épocas.
Para nascer de novo, você precisa compreender e crer nesse princípio da morte substitutiva de Jesus na cruz do Calvário em seu lugar.
Agora que você compreende essas verdades, e crê nelas, precisa compreender como pode receber esse Dom GRATUITO da vida eterna por meio de Jesus Cristo. Afinal, se eu estivesse tentando lhe dar um presente GRATUITO, esse presente não se tornaria seu se você se recusasse a estender o braço e pegá-lo da minha mão. Você precisa ir até o Senhor Jesus e receber o DOM GRATUITO da Vida Eterna das mãos Dele. Como você faz isso?
7. Por meio da fé salvadora.
Observe que eu disse fé salvadora. Existem tipos de "fés" que não o salvarão. Você pode entender intelectualmente os fatos sobre a pessoa de Jesus Cristo, mas essa não é uma fé salvadora. Você pode estar em uma 'Igreja' ou em uma seita que ensina muitas verdades sobre Jesus Cristo, mas que ensina que você precisa fazer outras coisas para ganhar sua entrada no céu. Essa também não é a fé salvadora.
Fé salvadora é confiar em Jesus Cristo e nele somente, para sua salvação.
Se você acha que precisa de algo mais do que confiar na obra de Jesus Cristo na cruz, está contrariando Efésios 2.8-9 e Isaías 53.6b. A maioria das seitas e as falsas religiões cristãs erram nesse ponto; acrescentam outras coisas que são "necessárias" para a salvação, ou oferecem um caminho falso para o céu (por exemplo, salvação por meio do batismo).
Você recebe esse maravilhoso DOM GRATUITO de Vida Eterna aceitando-o pela fé salvadora. Essa é a maior história já contada, sobre a maior oferta que já foi feita, pela maior de todas as pessoas que já viveu. Verdadeiramente, somente um Deus sábio e gracioso poderia conceber um plano maravilhoso assim por meio do qual os homens pudessem ter seus pecados perdoados, e obter a vida eterna. Pense nisso!! Deus, por sua própria natureza, precisa punir todo pecado, mas como é misericordioso, oferece o Plano da Punição Substitutiva, por meio de seu Filho Jesus Cristo. Historicamente, chamamos esse plano maravilhoso de Evangelho, ou Boas Novas!!
Quer receber esse Dom da Vida Eterna que Jesus Cristo oferece? Se sua resposta for 'Sim", pode receber imediatamente a vida eterna.
Deixe-me deixar bem claro o que está envolvido neste Plano: Primeiro, você vai transferir sua confiança, sua esperança de vida eterna do que está fazendo para o que Jesus fez por você na cruz. Jesus removerá seus pecados e transferirá para você a justiça Dele. Isso significa que embora você tenha falhado continuamente em guardar os mandamentos de Deus, e em viver de acordo com sua Palavra, Cristo obedeceu perfeitamente todas essas leis de Deus. Ele viveu uma vida imaculada e pode ser o sacrifício substitutivo perfeito, inocente que Deus aceitou pelos seus pecados e os de todo o mundo, para todos os que aceitarem essa dádiva.
Você deseja arrepender-se de seus pecados agora, e tornar-se um membro responsável da família de Deus para sempre, seguindo-o, servindo-o como membro do corpo de Cristo, a Igreja? Se a resposta do seu coração for 'Sim', então podemos ir a Ele agora em oração e podemos dizer-lhe que você quer deixar de confiar em qualquer outra coisa, especialmente naquilo que você mesmo tentou fazer para obter a salvação eterna. Você pode colocar sua confiança nele e nele somente para sua salvação, recebendo-o agora como seu Salvador pessoal. Antes de orarmos uma oração simples, preciso enfatizar que o Senhor Jesus Cristo está olhando mais para o seu coração do que para seus lábios. Como Ele prometeu, "Buscar-me-eis e me achareis, quando me buscardes de todo vosso coração" (Jeremias 29.13).
Se é isso que você quer, então o Senhor ouvirá sua oração e lhe dará a vida eterna, agora, na privacidade do seu lar. Vamos orar.
"Pai, peço que concedas o DOM GRATUITO da vida eterna. Que teu Santo Espírito leve esta pessoa até ti. Conceda-lhe a fé para crer nas tuas maravilhosas promessas. Dá-lhe o arrependimento para converter-se dos seus pecados. Revele a ela Jesus Cristo crucificado como o sacrifício substitutivo perfeito".
O Senhor Jesus Cristo está com você a partir deste momento. Você não está falando com ninguém agora, somente com Ele. Se você realmente quer nascer de novo, entrar na família de Deus por meio de Jesus Cristo, faça esta oração, no seu coração:
"Senhor Jesus, quero recebê-lo na minha vida e que passe a ter o controle dela. Sou um pecador. Até aqui confiei em mim mesmo e nas minhas boas obras, e em outras coisas. Mas, agora, coloco minha confiança em Ti. Eu o aceito como meu Salvador pessoal. Creio na tua morte em meu lugar. Eu te recebo como Senhor e Mestre da minha vida. Ajude-me a deixar os pecados e a te seguir. Aceito tua oferta do DOM GRATUITO da Vida Eterna. Sou indigno dela, mas agradeço a tua graça. Amém".
Agora, permita que eu ore por você: "Pai, o Senhor ouviu a oração feita por esta pessoa. Que neste momento silencioso, teu Santo Espírito lhe dê segurança absoluta da vida eterna; conceda-lhe a certeza que seus pecados estão perdoados. Que ela possa ouvir, no fundo de sua alma, tua voz dizendo 'Perdoados estão teus pecados. Vá em paz.' Que possa ouvir tua voz dizendo, "Quanto dista o oriente do ocidente, assim afastarei de ti as transgressões, e nunca mais me lembrarei dos teus pecados." Aquele que crê em Jesus Cristo passou da morte para a vida, não perecerá, mas terá a vida eterna. Oro no nome de Jesus. Amém" (Salmo 103.12; João 3.16,18, 5.24, paráfrase).
Você acaba de fazer a oração mais importante da sua vida. Se você foi sincero nisso, quero que veja o que Jesus diz sobre o que você acaba de fazer. Em João 6.47, ele diz, "Em verdade, em verdade vos digo, que aquele que crê em mim tem a vida eterna". Na sua oração, você não ouviu um coral de anjos ou teve alguma visão; no entanto, por um simples ato de fé, colocou sua confiança para sua salvação eterna em Jesus Cristo.
Fé salvadora é confiar em Jesus Cristo SOMENTE para a sua salvação. Se no seu coração, você concordou com o que seus lábios disseram, tem a promessa de Jesus Cristo que Ele perdoa seus pecados, o adota no Reino dos Céus, e que concede vida eterna nos céus com Ele.
Se isso tudo parece simples e você acha inacreditável que possa ser verdade, a Bíblia garante que é assim mesmo. Ao longo dos séculos, o homem complicou o Plano de Salvação e a maioria das pessoas não sabe o quão simples e descomplicado é esse plano por meio de Jesus Cristo!! Se você foi genuíno na sua oração, tem agora a vida eterna e a certeza dela como se já estivesse no céu. Jesus disse que ninguém pode tomar aquele que está em suas mãos. Não há nada no céu ou na terra que possa tirá-lo de lá!!
Como você pode saber com certeza que nasceu de novo? Não espere uma experiência de "tremor no chão", porque na maioria dos casos ela vem de uma forma tranqüila, uma sensação de alívio, de ter uma carga removida dos ombros. Você não verá fogos de artifício ou bandas tocando, mas sentirá uma calma maravilhosa no coração. Com o passar do tempo, descobri que um dos melhores indicadores do novo nascimento é uma genuína compreensão da Palavra de Deus. Antes de nascer de novo, o "homem natural" (a pessoa perdida), não pode compreender as Escrituras porque elas se discernem espiritualmente (1ª Coríntios 2.14). Na verdade, a Bíblia é uma tolice para essa pessoa. Assim, quando a Palavra de Deus começar a fazer sentido, a falar ao seu coração e a convencê-lo do pecado, esse é um indicador muito bom que você tenha o Espírito Santo de Deus habitando em sua vida. O cristão obtém uma nova natureza espiritual por meio do novo nascimento, mas não se liberta da velha natureza pecaminosa com a qual nasceu. Portanto, é vitalmente importante que "cresçamos na graça e no conhecimento de Jesus Cristo" (2ª Pedro 3.18). Precisamos cooperar com o Espírito Santo durante o tempo em que vivemos rodeados pelo pecado neste mundo. O Espírito Santo literalmente passa a residir dentro de nós quando nascemos de novo e nunca nos deixará ou nos esquecerá se permanecermos em Deus por meio de Cristo.
Outra evidência maravilhosa da salvação genuína encontra-se no "fruto do Espírito" (Gálatas 5.22-23) que ocorre nas nossas vidas cotidianas à medida que o Espírito Santo opera dentro de nós. A presença dele será manifesta ao mundo exterior por meio do amor, da alegria, da paz, da longanimidade, da fé, etc., que o mundo verá em nós! A Bíblia diz em Romanos 8.16 que, "O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus". Em outras palavras, o Espírito Santo que habita dentro de nós nos diz que pertencemos a Deus.
No entanto, há muito mais!! Em Apocalipse 3.20, Jesus prometeu: "Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e cearei com ele e ele comigo". Jesus Cristo acaba de entrar NO SEU CORAÇÃO por meio da atuação do Espírito Santo, para viver nele para o resto da sua vida!! É uma grande notícia, pois agora temos o mesmo poder do Espírito Santo que ressuscitou Jesus Cristo dentre os mortos (Romanos 8.11). Na verdade, recomendo que você leia o capítulo 8 de Romanos para ver todas as vantagens que temos pelo fato de o Espírito Santo habitar em nós.
A salvação por meio do sangue que Jesus derramou no Calvário lhe dá um relacionamento pessoal e profundo com o Espírito Santo enquanto você viver!! Quando você começar a ler a Bíblia, e especialmente o Novo Testamento, compreenderá a maravilhosa profundidade do relacionamento que pode ter com o Criador!! A salvação produz um relacionamento que enriquecerá diariamente sua vida!! Você nunca conseguirá acreditar, até que nasça de novo, o tipo de vida que perdeu por tanto tempo!
Se tomou sua decisão de nascer de novo, escreva e conte-nos, para que possamos lhe dar alguns conselhos práticos sobre como garantir sua crescente maturidade e produtividade no Senhor. Quando nos escrever, coloque "Nascido de Novo" no campo Assunto.
Outro bom artigo que pode ler neste site, é Se Você For Novo na Fé Cristã. Ele oferece ótimas diretrizes para você crescer na graça e no conhecimento do Senhor Jesus Cristo.
Nós o amamos no Senhor. Ore por este ministério, que procura levar a mensagem de salvação por meio de Jesus Cristo.
Que Deus o abençoe e o guarde!!!Fonte: Águaviva

quinta-feira, 1 de julho de 2010

COMENTÁRIO

deixou um novo comentário sobre a sua postagem "UNIDADE DA IGREJA DE CRISTO
":

Infelizmente, o que tem acontecido é que os membros do corpo de Cristo, estão contra o próprio corpo! Uma casa dividida, não prospera, mas acaba por destruir a si mesma.

http://princesas-de-deus.blogspot.com/

 Obrigada amiga por me dirigir palavras de sabedoria, Deus te abençõe hoje e sempre

quarta-feira, 30 de junho de 2010

NOVIDADES SOBRE O GOLEIRO BRUNO DO FLAMENGO - ASSISTA VÍDEO


UNIDADE DA IGREJA DE CRISTO

JesusSite
Panorâmica geral - Por Helder Flávio Gomes de  Morais

Ao longo dos tempos a Igreja de Cristo tem vindo a ser alvo preferencial dos ataques do diabo que por todos os meios a tenta destruir. O diabo vem utilizando os crentes, pastores e as próprias igrejas para se lançarem umas contra as outras criando cisões, abandonos e destruições. O ladrão não vem, senão a roubar, matar e destruir (João 10:10). Na verdade também se aplica à Igreja de Cristo. Nos primórdios da Igreja constatamos as inúmeras perseguições, atentados, prisões e mortes perpetradas pelos detractores da doutrina de Cristo. Paulo foi um dos elementos que mais perseguiu a Igreja de Cristo e é o que mais ensinamentos nos deixa. Nessa época e porque era o início, os diferentes pontos de vista não eram assim tão visíveis. No entanto, uns discípulos diziam ser de Paulo, de Apolo, de Pedro etc., o que levou Paulo a esclarecer o assunto. Durante a Idade Média ocorreu um obscurantismo espiritual que quase reduziu a zero a obra de Cristo, até surgir a Reforma e recomeçar de novo a pregação do evangelho e o ensino das doutrinas de Cristo. Muito por causa daquele obscurantismo, houve necessidade de recomeçar tudo. Com a evolução dos acontecimentos, a Bíblia foi impressa, traduzida nas mais diversas línguas e surgem também diversas correntes de opinião sobre as Escrituras. O certo é que as Igrejas Cristãs pregam o Evangelho de Jesus Cristo. Umas dão mais ênfase a determinados mandamentos ou doutrinas, outros não lhes dão tanta relevância. Daí surge uma diferença de pontos de vista e que está na base das diversas denominações. Em tese, todas as pessoas têm a sua maneira de pensar e de interpretar determinado tema.

Seguramente se eu e outro crente dissertarmos sobre determinado tema, não utilizaremos as mesmas expressões nem colocaremos o enfoque nas mesmas personagens ou pontos de doutrina. Isso não quer dizer que o assunto central não seja exactamente o mesmo e que o resultado não seja o mesmo, explicado de maneiras diferentes. É esta diferença de expressão, de opinião e de condução que muitas pessoas se baseiam para formar grupos e criar denominações. Uns dão mais ênfase à salvação, outros ao baptismo, outros à cura; outros aos dons do Espírito Santo, outros ao sábado e ainda outros à prosperidade. Todos ensinam que Jesus Cristo é o Senhor e Salvador e que com o Seu sacrifício vicário tornou-se a causa da salvação dos pecadores. No fundo o que mais interessa é que os pecadores sejam salvos. Uma vez salvos crescerão espiritualmente e desempenharão os seus papéis de acordo com os dons que o Espírito Santo distribuir a cada um para o que for útil.

Pergunta-se então: Porque criticar, denegrir e maldizer os restantes membros do corpo de Cristo?

“A verdade sempre teve os seus "falsificadores". Da mesma maneira que convém a todo cidadão reconhecer o dinheiro de seu país a fim de evitar problemas, assim devemos nós ser capazes de discernir a origem das diferentes doutrinas que nos são apresentadas. Cada uma delas deve ser submetida à prova (v. 1; 1 Tessalonicenses 5:21); a Palavra de Deus dá-nos o meio seguro para reconhecer as "notas falsas". As boas levam sempre o selo: Jesus Cristo veio em carne (v. 3). Boa Semente”.

Atualmente nota-se uma crescente crítica mordaz de uns contra os outros, igrejas contra igrejas em prejuízo da obra de Deus. Através de programas de televisão, de emissões de rádio ou de jornais, na internet, revistas e mesmo em tribunais a obra de Deus vem sendo destruída pelos próprios ministros de Deus. Será isto possível? Será loucura? Infelizmente é o que está a acontecer.

Vejamos o que diz o apóstolo Paulo sobre isto em I Coríntios 1:6:9: O irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis. Na verdade é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano? Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos. Não sabeis que os injustos não hão-de herdar o reino de Deus?

Críticas, Condenações e Divisões

Desde o início da era Cristã que existem críticas, condenações e divisões entre os crentes e que, afectam a obra de Deus. Paulo testifica em I Coríntios 5:6: Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa? Para melhor compreendermos, jactância tem entre outros os seguintes significados: bazófia, vanglória, soberba, ufania, arrogância e amor-próprio. E é o que alguns têm sido (quando se colocam contra os irmãos e a doutrina de Cristo); mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus (I Coríntios 6:11) e é o que se espera dos servos de Deus.

Certamente que as críticas não deixarão de existir por parte de ministros intolerantes e arrogantes. O receio de que outra igreja lhes leve os crentes está na base de tão acesa polémica. Das duas uma, ou estão receosos de perder o emprego e com isso o seu bem-estar, agindo com amor-próprio ou, realmente, não se deixam guiar pelo Espírito Santo. Lembro-me quando era jovem a Igreja que a minha família frequentava, não receava convidar pastores de outras denominações para fazerem campanhas de evangelização, findas as quais havia sempre muitas conversões e as relações entre as diferentes denominações se estreitavam com amor cristão. Não me parece que este tipo de relacionamento entre as igrejas se pratique muito hoje em dia. Cada um tem receio do outro, de ser roubado, como se ouve dizer. Por isso, criticam, deploram, incendeiam ânimos e afastam os crentes e recém-convertidos. Que lamentável, que tristeza verificar que irmãos em Cristo se digladiam ao invés de darem as mãos e colaborarem para o avanço da obra de Deus.

Dissensões nas Igrejas

Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado…que há contendas entre vós. Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo. Está Cristo dividido? Foi Paulo crucificado por vós? Ou fostes vós baptizados em nome de Paulo? (I Cor 3: 1). Dentro das próprias igrejas existem sempre o que vulgarmente se chamam de “ovelhas ranhosas”. São crentes que, por tudo e por nada, causam dissensões e divisões entre os irmãos, seja por calúnia, inveja, falso testemunho ou mesmo arrogância. Este tipo de pessoas consegue perturbar de tal maneira as igrejas que se dão algumas cisões. Uns ficam na igreja, outros procuram outra igreja, ou afastam-se ou ainda seguem o desordeiro para formar outra igreja. Igreja que não esteja baseada em Jesus Cristo é de barro, depressa se desfará. Infelizmente assisti a dois ou três casos que feriram a obra de Deus. Qual será o galardão para esses detractores da obra de Deus? Certamente que Deus os julgará. Hoje em dia assiste-se com mais frequência a esse tipo de insinuações muito pelo desplante dos pastores e da facilidade de comunicação. Uma das razões para que isso aconteça relaciona-se com a falta de chamada. A pessoa não sentiu a chamada para o Ministério. Sentiu um desejo ou uma oportunidade de se tornar pastor, faltando todo um suporte espiritual e de conhecimento da Palavra de Deus. Não frequentou o Seminário nem fez cursos bíblicos adequados. Assim como a semente lançada sobre pedregais que logo nasce e depressa morre por não ter raízes profundas, tais são aqueles que por uma emoção mais forte se querem dedicar à pregação do evangelho sem terem raízes e certezas da chamada do Mestre. São igrejas que podem transtornar os crentes ensinando doutrinas de homens.

E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo. Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens? (I Cor 3). Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor. E eu, irmãos, apliquei estas coisas, por semelhança, a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito, não vos ensoberbecendo a favor de um contra outro (I Cor 4:5-6).

Lobos vestidos de Cordeiros

E a História repete-se. Existem e existirão sempre lobos vestidos com pele de cordeiro que transtornam casas inteiras com doutrinas de demónios. Existem e existirão falsos profetas que arrastarão muitos para a perdição. As pessoas acreditam que encontram soluções para os seus problemas e aderem a essas igrejas e acabam por se deixar iludir com falsas doutrinas. Uma vez enraizados naquela doutrina tentam arrastar mais pessoas consigo, na suposição de que estão certos e que ganharão o paraíso. O que aqui falo diz apenas respeito às igrejas e seitas que não se baseiam em Jesus Cristo, ainda que algumas delas utilizem o nome de Jesus. Mas se o Espírito Santo não os ilumina são igrejas ocas que conduzem à perdição. Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela. E porque é estreita a porta e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem (Mateus 7:12:14).

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis (Mateus 7:15-20). E nesta loucura muitos se perdem…

Segue a advertência: Ninguém vos domine a seu bel-prazer com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão, E não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus. Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: não toques, não proves, não manuseies? As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; as quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne (Colosenses 2:18-23). "Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados." (2 Timóteo 3:13). E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas. Apoc. 18:4. Deixemos que seja Deus a tratar a desfazer as falsas igrejas e a depor os falsos profetas.

A unidade do corpo

Ora digam os detractores: Pé, não necessito de ti ou, olho não preciso de ti. Reparou que, ou é coxo ou é cego? Quem ousaria dizer tal absurdo contra o seu próprio corpo?

Mas é o que alguns têm sido…

Vejamos o que o apóstolo Paulo nos diz: Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos. Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; não será por isso do corpo? E se a orelha disser: Porque não sou olho não sou do corpo; não será por isso do corpo? Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfacto? Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis. E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo?

Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo. E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: não tenho necessidade de vós. Antes, os membros do corpo que parecem ser os mais fracos são necessários; E os que reputamos serem menos honrosos no corpo, a esses honramos muito mais; e aos que em nós são menos decorosos damos muito mais honra. Porque os que em nós são mais nobres não têm necessidade disso, mas Deus assim formou o corpo, dando muito mais honra ao que tinha falta dela; Para que não haja divisão no corpo, mas antes tenham os membros igual cuidado uns dos outros (I Coríntios 12: 13-).

Ninguém terá dúvidas em aceitar como verdade o que Paulo ensina sobre a unidade do corpo. Todos nós devemos zelar pelo nosso corpo que é o tempo do Espírito Santo. Se cuidamos dele no dia a dia com desvelo para que seja sempre saudável, porque não o faríamos em relação ao corpo de Cristo. É dever de todo o crente zelar pelo corpo de Cristo e pela sua unidade.

Correlação entre o corpo e a Igreja de Cristo

Ora, vós sois corpo de Cristo, e seus membros em particular (1 Coríntios 12:27).
“Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros” (Romanos 12:4-5). Outras passagens, como 1 Coríntios 12 e Efésios 4:11-16, enfatizam a mesma verdade. (Romanos 12:3-8). Não teremos de igual forma, zelo pelo corpo de Cristo? Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também. Por certo que alguns maltratam, hostilizam ou dividem o corpo para demonstrar determinada arrogância ou falta de auto estima. De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele (I Cor 12).

Qual será então a razão pela qual os membros do corpo de Cristo se dividem, se hostilizam, se ferem e se maltratam? Não será isto obra satânica para dividir o corpo de Cristo? Deixo aos detractores o alerta para que revejam a sua conduta no seio do corpo de Cristo. Porquê? Ouçamos o conselho de Gamaliel em Actos 5: 34: Levantando-se no conselho um certo fariseu, chamado Gamaliel, doutor da lei, venerado por todo o povo…e disse-lhes: … acautelai-vos a respeito do que haveis de fazer a estes homens... digo-vos: Dai de mão a estes homens, e deixai-os, porque, se este conselho ou esta obra é de homens, se desfará, Mas, se é de Deus, não podereis desfazê-la; para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus.

Ainda em I Cor 3: 10:17: Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício… a obra de cada um se manifestará. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão, se a obra de alguém se queimar sofrerá detrimento. Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo. Portanto acautelai-vos dos falsos profetas que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis (Mateus 7:20).

A Igreja de Jesus Cristo

Pedro ensina que “cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus”. (1 Pedro 4:10) Notemos a diversidade dos dons: todos temos recebido algum dom e somos convidados a utilizá-lo, conscientes da graça de Deus que nos foi dada. Mas também é fundamental que cada um “não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um” (Romanos 12:3; 2 Coríntios 10:13). Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos. Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil. Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas. Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer. Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular. E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas. Porventura são todos apóstolos? São todos profetas? São todos doutores? São todos operadores de milagres? Têm todos o dom de curar? Falam todos diversas línguas? Interpretam todos? Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente ( I Cor 12: 4-31).

Que ensinamentos podemos retirar?

João disse: Mestre, vimos um que em teu nome expulsava demónios, o qual não nos segue; e nós lho proibimos, porque não nos segue. Jesus, porém, disse: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo falar mal de mim. Porque quem não é contra nós, é por nós (Marcos 9:38:40). Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há-de vir, e eis que já está no mundo (I João 4:1-3).
Porque então existe esta guerra entre as diversas denominações das igrejas de Cristo?
A quem serve todas essas dissensões. Porque então caluniar, denegrir e julgar aqueles por quem Cristo morreu?

Irmãos não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão e julga a seu irmão, fala mal da lei e julga a lei; e se julgas a lei não és observador mas juiz. Há um só legislador e um juiz que pode salvar ou destruir. Tu, porém, quem és que julgas a outrem? Tiago 4:11-12.

Cabe a responsabilidade a cada um de nós em obedecer à vontade de Deus.


Helder Flávio Gomes de Morais
Servo do Deus AltíssimoFonte: www.jesussite.com

terça-feira, 29 de junho de 2010

ORAÇÃO

FONTE DE SABEDORIA DADA POR DEUS











terça-feira, 29 de junho de 2010


TODAS AS COISAS SÃO LÍCITAS. MAS COMO PROCEDER?

AS COISAS LÍCITAS QUE OS CRISTÃOS DEVEM PREZAR OU DESPREZAR

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma" - 1ª Coríntios 6.12.

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam - 1ªCoríntios 10.23.

Frisei trechos das duas passagens bíblicas, pois pretendo comentar sobre eles. Nos dois versículos, podemos notar que o apóstolo Paulo observa que é importante não se deixar prender às coisas lícitas e entre elas é importante priorizar apenas o que for lícito e ao mesmo tempo edificante.

No capítulo 14 da carta de Paulo aos Romanos, encontramos a síntese da explicação de Paulo sobre o que vem a ser conveniente ao cristão. Entendemos que só o amor edifica.

Amar o próximo é um mandamento de Cristo - Mateus 22.39.

Todas as práticas que a nossa consciência não nos condenam, precisam passar pelo crivo do amor, se é ou não motivo de tropeço ao irmão de fé. Quando praticamos atos que escandalizam e atrapalham a caminhada cristã do próximo, estamos procedendo de maneira não edificadora, primeiramente, contra nós mesmos.

E.A.G.

O artigo está liberado para cópias, desde que sejam citados o link (HTML) e o nome do autor.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

COMENTÁRIO

Genilda Silva deixou um novo comentário sobre a sua postagem "MINHA ALMA CLAMA AO SENHOR - CRÔNICAS DE LER...":

Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas outros de boa vontade. Filipenses 1:15

Com essa palavra, vemos que esse tempo já chegou. Nem todos pregam à Cristo por amor, alguns tem outros interesses por trás, mas quem ouve a palavra de vive de coração conforme o Senhor lhe orienta, não sofre dano apesar de que quem prega não estar andando em sinceridade naquilo que faz diante de Deus.



Postado por Genilda Silva no blog BLOG DA LERY em 27 de junho de 2010 20:29
 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti