quinta-feira, 21 de outubro de 2010

COMENTÁRIO DE FHC

Se deixarmos passar a oportunidade agora jamais conseguiremos vender essas empresas.” – FHC


O gravíssimo texto abaixo é do blog do ex-deputado Brizola Neto (RJ).
http://www2.tijolaco.com/28826
Mostra que FHC se reuniu com empresários estrangeiros e assumiu o compromisso de, em caso de vitória de Serra, privatizar a Petrobrás, Itaipu, Banco do Brasil etc
Pior do que os estrangeiros que querem espoliar nosso Brasil, são os “brasileiros” que querem vender nosso país. (REPASSE!!! Isso é gravíssimo e não vai sair na Impren$a, que é peça-chave na tentativa de eleger Serra).Como se vÊ… Serra é a última tentativa dos que querem vender o Brasil. Eles querem voltar para terminar de vender o que restou de patrimônio público ao povo brasileiro.
Confira o relato sobre esse crime de Lesa-Pátria:

Hotel confirma reunião de FHC com investidores

“Um portal de Foz do Iguaçu, o Clickfoz, confirmou junto ao Hotel das Cataratas que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso esteve presente em um evento fechado ontem à noite no hotel com a presença de vários estrangeiros.
Segundo o jornalista mineiro Laerte Braga, em seu blog, Brasil Mobilizado, o propósito do encontro seria apresentar a investidores estrangeiros oportunidades de negócios no Brasil, com a privatização de estatais brasileiras no caso de vitória de José Serra.
Ainda segundo Braga, FHC estaria assumindo com os empresários o compromisso de venda de empresas como a Petrobras, Banco do Brasil e Itaipu, em nome de José Serra.
“Cada um dos investidores recebeu uma pasta com dados sobre o Brasil, artigos de jornais nacionais e internacionais e descrição detalhada do que José FHC Serra vai vender se for eleito”, escreveu Laerte Braga. “E além disso os investidores estão sendo concitados a contribuir para a campanha de José FHC Serra, além de instados a pressionar seus parceiros brasileiros e a mídia privada a aumentar o tom da campanha contra Dilma Roussef.
Ainda segundo o blog, FHC teria dito, logo após ser apresentado pelo organizador do evento Raphael Ekmann, que “se deixarmos passar a oportunidade agora jamais conseguiremos vender essas empresas.”
Raphael Ekmann, ex-gerente comercial da Globosat, é responsável por relações com investidores do Grupo de Investimentos Tarpon. Em 2006, este grupo fez uma oferta hostil para tentar comprar a Acesita, e em 2009, vendeu sua participação na siderúrgica para a Arcelor Mittal.
Braga cita a presença de outras pessoas, como Alice Handy, que vem a ser fundadora e presidente de um grupo privado de investimentos em Charlottesville, nos Estados Unidos, e de Anjum Hussain, diretor de gerenciamento de risco de outro fundo de investimentos que administra US$ 1,6 bilhão.
A jornalista Hildegard Angel afirmou em seu blog no R7, que “o fato é realmente grave e pode ser visto como um ato contra a soberania brasileira e seria importante tanto o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso como o candidato José Serra virem a público esclarecer essa denúncia.”blogdadilma
Repasse!

ENCONTRO DO FIESTA TERÁ 600 LIDERANÇAS EVANGELICAS

Encontro do Fiesta terá 600 lideranças evangélicas

A organização do encontro do governador Jaques Wagner com evangélicos, na noite desta quinta-feira (21), no Hotel Fiesta, programou um evento para 600 lideranças denominacionais de Salvador e da Região Metropolitana, que vão definir estratégias e o plano de trabalho dos últimos dias da campanha de Dilma Rousseff à presidência.
O pastor Neto, que coordena a atividade informou que participarão missionários, bispos, pastores e demais lideranças da Assembléia de Deus, Igreja Quadrangular, Casa da Benção, Batistas, Movimentos Batistas Independentes, Adventistas, Presbiterianos, Universal do Reio de Deus e outras denominações.
A mobilização de evangélicos na Bahia não se limita a Salvador, nesta quinta-feira enquanto ocorriam as carreatas de Irecê e Jacobina, encontros com lideranças religiosas eram realizados em paralelo.
Em Irecê, o senador eleito Walter Pinheiro e o bispo Márcio Marinho reuniram-se com cerca de 100 líderes evangélicos no Hotel 4 Rodas, evento organizado pelo prefeito local, Zé das Virgens. Em Jacobina, encontro semelhante reuniu 80 pessoas no Sindicato dos Comerciários.

CAMPANHA DE SERRA FAZ OFERTAS A EVANGÉLICOS

Campanha de Serra faz ofertas a evangélicos

Publicidade
BRENO COSTA
DE SÃO PAULO

A campanha de José Serra (PSDB) está oferecendo benefícios a igrejas evangélicas e a entidades a elas ligadas em troca de apoio de pastores à candidatura tucana. O mesmo foi feito na campanha do governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin.
O responsável pelo contato com os líderes é Alcides Cantóia Jr., pastor da Assembleia de Deus em São Paulo.
Ele responde pela "coordenadoria de evangélicos" da campanha, criada ainda no primeiro turno exclusivamente para angariar apoios entre evangélicos.
"Disparo entre 150 e 200 telefonemas por dia, mais ou menos", diz Cantóia, que trabalha numa espécie de guichê montado no térreo do edifício Praça da Bandeira (antigo Joelma), quartel-general da campanha de Serra. No local, ele também recebe pastores para "um café".
Os telefonemas são feitos para pastores de várias denominações em todo o Estado de São Paulo, em busca de pedido de voto em Serra entre os fiéis de suas respectivas igrejas.
Segundo Cantóia, entre os argumentos para conquistar o engajamento dos evangélicos, além do discurso relativo a valores, como a posição contrária à descriminalização do aborto, está a promessa de apoio a parcerias entre essas igrejas e entidades assistenciais a elas vinculadas com prefeituras e governo, em caso de vitória tucana.
Como exemplo, cita a possibilidade de, com os tucanos no poder, igrejas poderem oferecer apoio a crianças e adolescentes, complementando o período que elas passam na escola. Assistência a idosos também é citada.
"O objetivo é levar as crianças para dentro da igreja", afirma o pastor. "Esse é um dos argumentos. Seriam igrejas em tempo integral, complementando a atividade da escola."
Cantóia afirma, também, tentar intermediar demandas recebidas de pastores junto a prefeituras. Por exemplo, pedidos para que entidades funcionem como creche ou que virem intermediárias do programa Viva Leite, do governo estadual.
Alcides diz ter sido um dos articuladores que levou os pastores Silas Malafaia, do Rio de Janeiro, e José Wellington Bezerra, de São Paulo, ambos da Assembleia de Deus, a gravarem depoimentos de apoio a Serra, exibidos em sua propaganda na TV.
O Conselho dos Pastores de São Paulo, que reúne representantes de diversas denominações protestantes, estima que cerca de 80 mil pastores em SP apoiem Serra.

Editoria de Arte/Folhapress

BLOG CISTÃO HOLOFORTE- AJUDE A DENUNCIAR O ENVOLVIMENTO DE LIDERANÇAS CRISTÃS COM BARGANHAS POLÍTICAS

Blog cristão “HOLOFOTE” – Ajude a denunciar o envolvimento de lideranças cristãs com barganhas políticas

O nível da disputa presidencial está baixando cada vez mais.
Segundo o Folha de São Paulo, a campanha de um dos candidatos à Presidência da República  está ligando para diversos pastores, a fim de barganhar o apoio dos evangélicos, com a promessa de troca de benefícios.
Essa podridão envolvendo a forma mais suja de fazer política chegou à porta das igrejas e está expondo cada vez mais o nome de Cristo.
Leia o absurdo na íntegra e que foi publicado hoje na Folha de São Paul0
Notícias sobre eleições
Esta aí o porquê de alguns líderes estarem defendendo com unhas e dentes certas candidaturas.
Até  quando líderes evangélicos estarão sujeitando-se à tamanha baixeza?
Perderam a moral, os bons costumes, a ética, a vergonha, a credibilidade e o respeito, entre si e entre seus liderados.
O resultado é que a qualquer hora Deus poderá dar o impeachment dessa liderança.
Se alguém souber de barganhas, envolvendo  igrejas e líderes evangélicos com a outra candidatura concorrente, por favor, ajude a denunciar.
O Holofote.Net está aqui para isto – DENUNCIE – E-mail: blogholofote@yahoo.com.br
BRENO COSTA
DE SÃO PAULO

A campanha de José Serra (PSDB) está oferecendo benefícios a igrejas evangélicas e a entidades a elas ligadas em troca de apoio de pastores à candidatura tucana. O mesmo foi feito na campanha do governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin.
O responsável pelo contato com os líderes é Alcides Cantóia Jr., pastor da Assembleia de Deus em São Paulo.
Ele responde pela “coordenadoria de evangélicos” da campanha, criada ainda no primeiro turno exclusivamente para angariar apoios entre evangélicos.
“Disparo entre 150 e 200 telefonemas por dia, mais ou menos”, diz Cantóia, que trabalha numa espécie de guichê montado no térreo do edifício Praça da Bandeira (antigo Joelma), quartel-general da campanha de Serra. No local, ele também recebe pastores para “um café”.
Os telefonemas são feitos para pastores de várias denominações em todo o Estado de São Paulo, em busca de pedido de voto em Serra entre os fiéis de suas respectivas igrejas.
Segundo Cantóia, entre os argumentos para conquistar o engajamento dos evangélicos, além do discurso relativo a valores, como a posição contrária à descriminalização do aborto, está a promessa de apoio a parcerias entre essas igrejas e entidades assistenciais a elas vinculadas com prefeituras e governo, em caso de vitória tucana.
Como exemplo, cita a possibilidade de, com os tucanos no poder, igrejas poderem oferecer apoio a crianças e adolescentes, complementando o período que elas passam na escola. Assistência a idosos também é citada.
“O objetivo é levar as crianças para dentro da igreja”, afirma o pastor. “Esse é um dos argumentos. Seriam igrejas em tempo integral, complementando a atividade da escola.”
Cantóia afirma, também, tentar intermediar demandas recebidas de pastores junto a prefeituras. Por exemplo, pedidos para que entidades funcionem como creche ou que virem intermediárias do programa Viva Leite, do governo estadual.
Alcides diz ter sido um dos articuladores que levou os pastores Silas Malafaia, do Rio de Janeiro, e José Wellington Bezerra, de São Paulo, ambos da Assembleia de Deus, a gravarem depoimentos de apoio a Serra, exibidos em sua propaganda na TV.
O Conselho dos Pastores de São Paulo, que reúne representantes de diversas denominações protestantes, estima que cerca de 80 mil pastores em SP apoiem Serra.FONTE:  BLOGDADILMA

FOLHA CNFIRMA ABORTO DE MÔNICA SERRA

Recebi e Repassando...

Folha confirma aborto de Mônica Serra: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/folhaconfirma-aborto-de-mo...

Monica Bergamo (Colunista da Folha)
O discurso do candidato à Presidência José Serra (PSDB) de que é contra o aborto por "Valores Cristãos" , que impedem a interrupçãp da gravidez em qualquer circunstância, é questionado por ex-alunas de sua Mulher: Mônica Serra..
Nm evento no Rio, há um mês, a Psicóloga teria dito a um evangelico, segundo a Agencia Estado, que a Candidata Dilma Rousselff (PT), que já defendeu a descriiminalização do aborto, é a favor de "matar criancinhas". .. Segundo relato feito à Folha por ex-aluas de Monica no curso de dança da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), a então professora lhes contou em aula, em 1992, que fez um aborto quando estava no exílio com o marido. Depois do Golpe Militar no Brasil, Serra se mudou p/ o Chile, onde conheceu a mulher, Em 1973, com o Golpe que levou Augusto Pinochet ao poder, o casal semuou p/ os Estados Unidos.

OUTRO LADO...
A Folha tentou falar c/ Monica Serra durante dois dia p/ comentar o relato das ex-alunas, sem sucesso. Um dia depois do debate da TV Bandeirantes, no Domingo 10, a bailarina Sheila CanevacciRibeiro, 37, postou umamenságem em seu Facebook p/ "deixar a minha indiguinação pelo posicionamento escorregadio de José Serra" em relação ao tema. Ela escreveu que Serra não respeitava "tantas mulheres, começando pela sua própria mulher. Sim, Minica Serra já fez aborto". "Com todo respeito que devo a essa minha professora, gostaria de revelar publicamente que muitas de nossas aulas foram regadas a discusões sobre o seu aborto traumático", escreveu Sheila no Facebook. "Devemos prender Monica Serra caso seu marido fosse eleito presidente ?" À Folha, a bailarina diz que "Confirma cem por cento" tudo que escreveu. Sheila afirma que não é filiada a partido político. Diz ter votado em Plínio d Arruda Sampaio (PSOL) no Primeiro turno. no segundo, estará no Líbano, onde participará de performance de Arte. Sheila é filha da socióloga Majô Ribeiro, Militante feminista, Candidata derrotada a vereadora e a vice-prefeita em Osasco pelo (PSDB) A Socióloga disse à Folha estar "Preocupada" c/ a filha, mas afirma que a criou p/ "ser uma mulher livre." e que ela "agiu como cidadã." Segundo a ex-aluna, as pessoas compartilhavam suas histórias, algo comum em uma aula de psicologia. Nesse contexto, afirmou, Monica compartilhou sua história c/ o grupo de alunas. Disse ter feito o aborto por causa da Ditadura. Quando engravidou, teria relatado Mônica à então aluna, o casal se viu numa situação vulnerável. "Ela não confessou, Ela contou" diz Sheila. "Não sou uma pessoa denunciando coisas. Mas Ela é uma pessoas pública, que fala em público que é contra o aborto, é errado. Ela tem uma Responsabilidade Ética". Colaboraram; LIGIA MESQUITA E MARCUS PRETO, de São Paulo.

BISPOS EVANGELICOS QUEBRAM O PAU NAS ELEIÇÕES


Do blog do bispo Edir Macedo, da Igreja Universal, dono da Rede Record de Televisão:

Cuidado com o profeta velho A principal característica do profeta velho é o engano.
Em I Reis 13, encontramos um homem de Deus sendo enganado por aquele que deveria orientá-lo, falar a verdade e guiá-lo no caminho certo.
Temos visto nos últimos dias uma verdadeira demonstração de que o espírito do profeta velho continua atuando e tentando levar as pessoas ao engano.
Veja o que aconteceu com o pastor Silas Malafaia, que iniciou a campanha política apoiando a candidata Marina Silva e depois, usando o argumento frágil de que o partido dela, o PV, apoiava o aborto, mudou de lado e, para justificar que não apoiaria a candidata Dilma, acusou o PT de ser a favor do aborto e apoiar o casamento de homossexuais. Pronto, o caminho estava aberto para, sabe-se lá com que interesse, apoiar o candidato Serra.
Como não há nada escondido que não seja revelado, veio a declaração do próprio Serra, em vários meios de comunicação, de que é favorável ao casamento de homossexuais. E não para por aí não. Explodiu como uma bomba a denúncia de algumas ex-alunas da esposa do candidato, Monica Serra, que ficaram indignadas com a hipocrisia do casal de que, como cristãos, são radicalmente contra o aborto. Inclusive, a Sra. Monica chegou a dizer que se Dilma vencesse, ela iria matar as criancinhas.
Revoltadas, as alunas disseram que em uma aula, muito tempo atrás, a Sra. Monica declarou que havia feito aborto, com o consentimento de seu marido José Serra.
Agora ficam as perguntas: O que fez o pastor Malafaia mudar de lado? Ele vai continuar apoiando o Serra?
Diante desse cenário temos que lembrar o que aconteceu com o homem de Deus (I Reis 13) que seguia o seu caminho e foi levado à morte, enganado pelo profeta velho, porque não guardou a sua fé.
-------
Parte da resposta a Edir Macedo gravada pelo pastor Malafaia:Fonte: noticias cristãs
 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti