sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

CULTURA E RELIGIÃO DA CHINA

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Cultura da China
Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Religião na China
A filosofia chinesa teve um impacto extremo na cultura, tanto a nível erudito quanto a nível popular. As raízes da filosofia (e perspectiva religiosa) chinesa estão no Confucionismo, Taoísmo e Budismo (segundo a ordem cronológica).
Estátua de Buda na ilha de Lantau, em Hong Kong
No território chinês podemos encontrar diversas tradições religiosas, muitas delas dissemelhantes. A veneração dos antepassados, o islão, e outras religiões populares chinesas ombreiam com outras crenças onde se misturam as correntes filosóficas atrás referidas. O cristianismo (catolicismo e protestantismo), apesar de minoritário por ser de certa forma reprimido pelo governo comunista, não deixa, por isso, de ser uma religião de referência. Segundo o governo chinês, há 21 milhões de cristãos no país (16 milhões de protestantes e cinco milhões de católicos). O China Aid Association revelou que o diretor do órgão do governo chinês que supervisiona todas as religiões no país declarou "em off" que o número de cristãos na China seria de fato 130 milhões no início de 2008.
A literatura chinesa tem uma antigüidade insuperável, em relação às outras civilizações. A invenção da impressão, atribuída aos chineses, não será alheia a este facto. Antes desta invenção, os Clássicos chineses e os textos religiosos (principalmente do Confucionismo, Taoísmo e Budismo) eram manuscritos a tinta, com pincéis. Com o objetivo de comentar e reflectir sobre estas obras, os estudantes reuniam-se em várias academias ou escolas, muitas das quais eram apoiadas pelo império. A casa imperial participava, não raramente, nessas discussões filosóficas.
A cultura chinesa tem, tradicionalmente, uma grande reverência para com os filósofos, escritores e poetas clássicos. No entanto, os escritos deixados por muitos dos sábios clássicos são muitas vezes pontuados de descrições irreverentes, críticas e ousadas da vida cotidiana chinesa da época. (Ver Lista de escritores chineses e Lista de poetas de língua chinesa).
Os chineses criaram diversos instrumentos musicais, como o zheng, o xiao e o erhu, que se difundiram pelo leste e sudeste asiático. O sheng serviu de origem a muitos instrumentos de palheta livre ocidentais. Os caracteres chineses têm (e tiveram) diversas variantes e estilos ao longo da história da China, tendo sido convencionada uma forma simplificada, em meados do século XX, na China Continental.
Uma arte milenar, nascida na China, a cultura dos Bonsai foi adaptada, posteriormente por outros países asiáticos, como o Japão e a Coreia.

Nenhum comentário:

 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti