segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

COMENTÁRIO DE ANONIMO " O PAGANISMO DA MAÇONARIA"

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O PAGANISMO DA MAÇONARIA":

JFK: "Sofremos a oposição, ao redor do mundo, de uma conspiração monolítica e impiedosa"
Discurso de John F. Kennedy, American Newspaper Publishers Assoc., Waldorf-Astoria Hotel, New York, NY, 4/27/1961

"Senhoras e senhores,

A mera palavra secreto é repugnante, em uma sociedade aberta e livre. E somos um povo intrinsecamente e historicamente averso às sociedades secretas, a juramentos secretos e a atos secretos.
Nós decidimos, há muito tempo atrás, que os perigos de um ocultamento excessivo e indevido de atos pertinentes superam em muito os perigos de se justificá-los.
Ainda hoje, não há pouco valor em opor-se ao caráter fechado de uma sociedade secreta imitando as suas restrições arbitrárias.
Ainda hoje há pouco valor em garantir a sobrevivência de nossa nação se nossas tradições não sobreviverem junto.
E há um perigo muito grave de que um anúncio de medidas para aumentar a segurança seja aproveitado por aqueles que estão ansiosos em expandir o seu significado até os limites da censura e do encobrimento.
Eu não tenho intenção de permitir que isto aconteça, dentro dos limites do meu poder. E nenhum funcionário de minha administração, seja de alto ou baixo escalão, civil e militar, deve interpretar as minhas palavras como justificativa para censurar a mídia, encobrir os meus erros ou para suprimir da imprensa ou do público os fatos que merecem ser de seu conhecimento.
Sofremos a oposição, ao redor do mundo, de uma conspiração monolítica e impiedosa, que conta primariamente com meios secretos para expandir sua esfera de influência:
infiltração ao invés de invasão,
subversão ao invés de eleição,
intimidação ao invés de livre escolha,
guerilhas de noite, ao invés de exército de dia.
Seus planos são secretos e não vêm a público.
Seus erros são enterrados e não publicados.
Seus dissidentes são silenciados, ao invés de louvados.
Nenhum gasto é questionado. Nenhum rumor investigado. Nenhum segredo revelado.
Nenhum presidente deveria temer a inspeção pública de seu programa.
Pois dessa inspeção vem o entendimento, e do entendimento vem o apoio ou a oposição - e ambos são necessários.
Não estou pedindo à imprensa que apóie esta administração. Mas estou pedindo sua ajuda na gigantesca tarefa de informar e alertar o povo americano... (aplausos)
E tenho inteira confiança na resposta e dedicação de nossos cidadãos sempre que estiverem plenamente informados.
Eu não apenas suporto as controvérsias, mas dou-lhes boas-vindas.Esta administração tem a intenção de ser sincera quanto aos seus erros, pois, como disse um sábio, "um erro não chega a seu um erro, até que você se recuse a corrigí-lo".
Temos a intenção de aceitar total responsabilidade por nossos erros. E esperamos que vocês nos apontem os erros quando nós não os percebermos. Sem debate, nenhuma administração e nenhum país podem triunfar, e nenhuma república pode sobreviver.
É por isso que o legislador ateniense Sólon decretou que é um crime para qualquer cidadão abster-se de controvérsia. E é por isso que nossa imprensa foi protegida pela Primeira Emenda, o único negócio na América especificamente protegido pela Constituição,
não primariamente para entreter e divertir,
não para acentuar o trivial e o sentimental,
não para simplesmente dar ao público o que ele quer,
mas para informar, despertar, refletir e apontar nossos perigos e nossa oportunidades
para apontar nossas crises e nossas escolhar,
para guiar, moldar, educar e, às vezes, até mesmo enfurecer a opinião pública.
Isto significa uma grande cobertura e análise de notícias internacionais, pois já não existe mais o distante e o estrangeiro, mas sim o próximo, o local. Significa uma maior atenção e melhor compreensão das notícias, bem como melhora na transmissão das notícias. E significa, finalmente, que o governo em todos os níveis deve ter como obrigação proporcionar a informação mais completa possível, até mesmo além dos mais estreitos limites da segurança nacional.
E dessa maneira a imprensa escrita, esses arquivadores dos feitos humanos, guardiões da consciência humana, mensageiros das notícias, buscamos a força e assistência. Confiantes de que, com sua ajuda, o homem será para o que nasceu para ser:
Seus planos são secretos e não vêm a público.
Seus erros são enterrados e não publicados.
Seus dissidentes são silenciados, ao invés de louvados.
Nenhum gasto é questionado. Nenhum rumor investigado. Nenhum segredo revelado.
Nenhum presidente deveria temer a inspeção pública de seu programa.
Pois dessa inspeção vem o entendimento, e do entendimento vem o apoio ou a oposição - e ambos são necessários.
Não estou pedindo à imprensa que apóie esta administração. Mas estou pedindo sua ajuda na gigantesca tarefa de informar e alertar o povo americano... (aplausos)
E tenho inteira confiança na resposta e dedicação de nossos cidadãos sempre que estiverem plenamente informados.
Eu não apenas suporto as controvérsias, mas dou-lhes boas-vindas.Esta administração tem a intenção de ser sincera quanto aos seus erros, pois, como disse um sábio, "um erro não chega a seu um erro, até que você se recuse a corrigí-lo".
Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O PAGANISMO DA MAÇONARIA":

(continuação)
É por isso que o legislador ateniense Sólon decretou que é um crime para qualquer cidadão abster-se de controvérsia. E é por isso que nossa imprensa foi protegida pela Primeira Emenda, o único negócio na América especificamente protegido pela Constituição,
não primariamente para entreter e divertir,
não para acentuar o trivial e o sentimental,
não para simplesmente dar ao público o que ele quer,
mas para informar, despertar, refletir e apontar nossos perigos e nossa oportunidades
para apontar nossas crises e nossas escolhar,
para guiar, moldar, educar e, às vezes, até mesmo enfurecer a opinião pública.
Isto significa uma grande cobertura e análise de notícias internacionais, pois já não existe mais o distante e o estrangeiro, mas sim o próximo, o local. Significa uma maior atenção e melhor compreensão das notícias, bem como melhora na transmissão das notícias. E significa, finalmente, que o governo em todos os níveis deve ter como obrigação proporcionar a informação mais completa possível, até mesmo além dos mais estreitos limites da segurança nacional.
E dessa maneira a imprensa escrita, esses arquivadores dos feitos humanos, guardiões da consciência humana, mensageiros das notícias, buscamos a força e assistência. Confiantes de que, com sua ajuda, o homem será para o que nasceu para ser:
Livre e independente."
JFK, 27/04/1961

Nenhum comentário:

 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti